Clube da Luta

Coluna Clube da Luta: arte marcial volta ao cinema com o filme cearense O Shaolin do Sertão

Filme faz resgate dos desafios de vale-tudo no interior. Foto: Divulgação

Filme faz resgate dos desafios de vale-tudo no interior. Foto: Divulgação

Se você é daqueles que se divertiu vendo as tesouras voadoras, cangapés e chutes “na pleura central da peridural’ em Cine Holliúdy (2013), se prepare, porque vem aí O Shaolin do Sertão, nova produção do cineasta cearense Halder Gomes, que traz novamente as artes marciais como destaque.

O longa-metragem mescla a molecagem cearense com um resgate histórico dos desafios de vale-tudo no interior do Ceará, nos anos 1980. Na trama, o protagonista “Aluízio Li – Liduíno” (interpretado por Edmilson Filho) acredita ser um monge Shaolin (chega até a se vestir como tal) e acaba sendo vítima de chacotas em sua cidade natal, Quixadá.

A tensão aumenta com a chegada de “Toni Tora Pleura” (encenado por Fábio Goulart), um lutador aposentado de vale-tudo que faz um tour de desafios por várias cidades do interior cearense, passando por Quixadá.

O filme entra em cartaz nas salas de cinema da Capital e do interior cearense no dia 13 de outubro. Inevitável não ficar ansioso em acompanhar essa obra, ainda mais após o sucesso de Cine Holliúdy, que teve à frente os mesmos Halder Gomes e Edmilson Filho, mestres em taekwondo.

O blog Clube da Luta conversou com o diretor de O Shaolin do Sertão, Halder Gomes, que contou detalhes do longa-metragem, que exalta as artes marciais. Confira!

O trailer do filme, lançado nesta quinta-feira na internet, é bem divertido. Quer dar uma conferida?

*Reprodução da Coluna Clube da Luta publicada nesta sexta-feira (02.09.2016) do jornal O POVO

Recomendado para você