Clube da Luta

Em entrevista ao Blog Clube da Luta, Renato Moicano fala da expectativa para a luta contra José Aldo no UFC Fortaleza

Moicano está fazendo sua preparação na American Top Team, na Flórida. Foto: Arquivo Pessoal

Renato Moicano quer fazer histórias em terras cearenses. No próximo dia 2 de fevereiro, no UFC Fortaleza, o lutador brasiliense sobe ao octógono para enfrentar ninguém menos que José Aldo, ídolo do MMA nacional e ex-campeão dos pesos-penas do Ultimate. O histórico e o favoritismo do adversário não intimidam Moicano, que vem treinando pesado na sede da American Top Team, na Flórida-EUA, para chocar o mundo com uma vitória sobre Aldo e sair do ginásio do CFO com a chance de disputar o cinturão da categoria. No último fim de semana, Renato Mocaino, de 29 anos, conversou com o Blog Clube da Luta, falando da expectativa para o combate, a preparação e os planos após o duelo em Fortaleza. Confira o bate-papo:

Blog: Conta pra gente como foram os bastidores do fechamento dessa luta contra o José Aldo?

Moicano: Tinha uma luta marcada para o Canadá ano passado, mas acabou que a luta caiu. Depois vim para Brasília (terra natal), passar as festas de fim de ano. Aí meu telefone tocou e era o pessoal me oferecendo uma luta com o José Aldo. Rapidinho a gente fechou. Daí, já fui logo vendo as passagens de volta para treinar na American Top Team. Então, voltei e já comecei a treinar para esse combate.

 

Blog: Como você está se preparando para vencer?

Moicano: Foco total. Estou morando nos dormitórios da academia. Então, trabalho para esse combate o tempo inteiro. De manhã, desço para o primeiro treino. Depois, desço para outro treino de tarde. De noite, mais um treino. Estou tendo a ajuda de pessoal aí da American Top Team, dos brasileiros, dos treinadores, como o Conan, do Mike Brown, o Parrumpinha. Treinei com o Edson Barboza recentemente. Só não agora, porque ele acabou de lutar.

 

Blog: Qual a chave para vencer José Aldo?

Moicano: A gente vai ver ainda como vai se desenrolar a luta. Ele é muito bom, é um ótimo striker. Vamos ter que ir para uma guerra. Não vai ser fácil, mas estou certo de que conseguirei a vitória.

 

Blog: você acha que uma vitória sobre o José Aldo, ainda mais se fosse por nocaute, chocaria o mundo do MMA?

Moicano: De repente sim. A verdade é que não ligo muito para o que as outras pessoas pensam. O meu compromisso é chegar lá, bater o peso e fazer uma luta excelente. Sei que muita gente está apostando nele, mas quem me acompanha sabe que vou chegar muito forte para essa luta e darei o meu melhor.

 

Blog: Em caso de vitória, você pedirá luta pelo cinturão ou acha que precisa de mais uma luta para lutar pelo título?

Moicano: Sim. Mereço. Não só pelo fato de ele ser o número 2 da categoria dos pesos-pena, mas pelo fato de ser uma lenda. Isso mais do que credencia ao title-shot (luta pelo título). Vamos ver é que eles do UFC decidem. A gente só sabe o que tem que fazer, que é vencê-lo. Então, foco total no José Aldo.

 

Blog: Está se preparando para uma possível torcida contra você, pelo fato de Aldo ser ídolo e ter muitos fãs por aqui?

Moicano: Com certeza isso vai acontecer. Mas eu já estou super acostumado com isso. Sempre lutei com a torcida contra. Foi assim na última luta que fiz, contra o Cub Swanson, lutando contra ele nos Estados Unidos, terra dele. Não vejo problema nisso. Por mais que tenha essa pressão, o barulho, na hora que fechar ali a grade do octógono, só vai ser eu contra ele.

 

Blog: Já veio em Fortaleza ou será sua primeira vez?

Moicano: Fui uma vez, mas faz muito tempo. Era criança. Então, não lembro. Então, tô indo dessa vez como se fosse pela primeira vez. Ouço falar muito daí, das praias, dos pontos turístico, da Praia do Futuro. Quem sabe após a luta, eu possa dar uma passeada pela cidade e conhecê-la melhor.

 

Blog: Para finalizar… O que podemos esperar de você nesse combate contra o Aldo?

Moicano: Sei que é luta muito aguardada. Tô muito ansioso. Não posso falar muito sobre estratégia, mas vou lá com todo o meu coração, com garra para trazer essa vitória para Brasília. Quero sair de Fortaleza com essa vitória.