Discografia

Madonna arma novamente o circo, mas deixa a música de lado

37899_01_MDNA_Book.indd

Mesmo passados mais de 30 anos da estreia, anúncio de nova turnê da Madonna é garantia de correria por ingressos, estádios lotados e muito grito. Da cena pop oitentista, talvez ela seja a única que conseguiu se manter relevante na música depois de tanto tempo. E olha que ela já passou das fases “garota materialista”, “dominatrix de butique”, “ninfeta selvagem” e “guru espiritualizada”. Hoje ela é só Madonna, mas ainda garante gigantescos espetáculos de luz e movimento. É basicamente disso que foi feita a Mdna Tour, que passou pelo Brasil em 2012, e que chega agora às lojas em três formatos – CD duplo, DVD e num belo box com tudo junto (Universal Music). Cada música traz uma nova performance, uma polêmica, uma sucessão de imagens hipnotizantes capazes de prender a atenção de quem está no gargarejo e ao lado do pipoqueiro, lá no finzinho.

No entanto, nessa neura por construir espetáculos cada vez maiores, quem acaba perdendo espaço é justamente a música. Tudo parece uma grande massa disforme, unida por uma liga eletrônica fria e repetitiva. Os músicos são mera figuração. Ninguém brilha ou chama a atenção com um solo mais inspirado. Aliás, eles mal são vistos. No auge de seus 55 anos, Madonna segue com fôlego de maratonista para pinotar de um lado pro outro ao longo de mais de duas horas. A voz chinfrim permanece chinfrim, mas funciona muito bem naquilo que se propõe. Ainda mais no palco, quando toneladas de efeitos ajudam a manter tudo no seu lugar.

madonna performs 310512

No entanto, nada disso significa que o pacote Mdna Tour é ruim. Pelo contrário, é muito bom, mas não pela música. Momentos sensacionais da carreira de Madonna se fazem presentes, como Justify my love, Vogue, Express yourself e Human nature. Todos eles apresentados com muita performance e imagens de tirar o fôlego. Arrisco até a dizer que a melhor forma de assistir o show seja mesmo pela tela da TV, mais do que ao vivo. No entanto, falta à diva um trabalho onde a música volte a ter peso – como foi na trilha do filme Dick Tracy. Caso ela venha a ler estas palavras, fica dica.

Veja as faixas de Mdna World Tour:

1. Virgin Mary – Intro
2. Girl gone wild
3. Revolver
4. Gang bang
5. Papa don´t preach
6. Hung up
7. I don´t give a
8. Best friend
9. Express yourself
madonna-cross-e133853839710710. Give me all your luvin´
11. Turn up the radio
12. Open your heart
13. Masterpiece
14. Justify my love – Video Interlude
15. Vogue
16. Erotic candy shop
17. Human nature
18. Like a virgin Waltz
19. Love spent
20. Nobody knows me
21. I´m addicted
22. I´m a sinner
23. Like a prayer
24. Celebration