Fora da Ordem

Rouge: Nós começamos o pop no Brasil, diz Aline Wirley

63641 1

Lu Andrade, Fantine Thó,Li Martins, Karins Hils e Aline Wirley (Foto: Aurélio Alves / O POVO)

O Rouge abriu a turnê especial de 15 anos em Fortaleza no último fim de semana. A banda levou para o palco do Centro de Eventos do Ceará seus maiores sucessos em cerca de 1h30min de muita música. Em entrevista, o grupo falou sobre o retorno, o apoio dos fãs e o desafio de pop após mais de uma década fora da cena.

“Sou fã do pop nacional agora e tenho muito orgulho de dizer que, há quantos anos? Há 15 anos a gente fazia isso. A gente começou a fazer o pop no Brasil”, afirma Aline Wirley. “Na época, as pessoas não conseguiam entender o que acontecia, o que era esse pop. E agora a gente tá entendendo que a nossa música, a nossa arte, a nossa história faz parte e uma geração inteira”.

Rouge no palco do Centro de Eventos do Ceará, na madrugada do último domingo, 28 (Foto: Nara Fassi)

Li Martins conta que o retorno dos fãs, mesmo após tanto tempo em pausa, tem surpreendido cada vez mais o grupo.

“Estamos desde 2012 vendo essa movimentação dos fãs. A gente sempre se questionava porque via o barulho na Internet, mas quantos fãs eram? Agora a gente tá vendo que realmente aquele movimento era de um número muito grande fãs que conseguiram fazer tudo isso acontecer”, avalia. “A gente vê que a gente tem um número muito grande fãs que ainda estão com a chama Rouge acesa desde quando a gente parou”.

http://blogs.opovo.com.br/reporterentrelinhas/rouge-lota-centro-de-eventos-na-abertura-da-turne-em-fortaleza/

Bailando

Fantine, que esteve em Fortaleza pela última vez em 2016, para o show intimista Living Room Concert, cita que a expectativa e a ansiedade da banda é muito similar à dos fãs. Ela adiantou que “Bailando”, o single que marca o começo da “nova era Rouge”, como elas gostam de chamar, será lançados já nas primeiras semanas de fevereiro.

“Tá tudo sendo feito com muito cuidado, com muito carinho. A gente tem uma parceria muito boa que é a Sony Music que tá apostando nesse trabalho”, declara. “Quando a gente entrou no estúdio, falamos, ‘uau, acho que os nossos fãs vão amar isso’. Mas sempre fica aquele pontinho de interrogação”.

“A gente tem muito a aprender nesse momento porque a gente teve um hiato na nossa historia”, avalia Aline. “Mas a gente tá trabalhando com profissionais incríveis para que o nosso trabalho chegue sendo o que é com muita força, com muita alegria. Sendo Rouge”. (Colaborou: Isayane Sampaio)

Rouge abriu turnê especial de 15 anos em Fortaleza (Foto: Nara Fassi)

Recomendado para você