Fora da Ordem

Dodge pede que STF proíba apreensão de livros com temática LGBTQ na Bienal do Rio

Capa da primeira edição da HQ

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a proibição de apreensão de livros com temática LGBTQ na Bienal do Rio de Janeiro. Ação pode ser rejeitada pelo STF. As informações são do portal G1.

Livros estão na mira do prefeito Marcelo Crivella, que mandou recolher, no último dia 5, a versão de colecionador da série Vingadores: A Cruzada das Crianças“, da Marvel, devido a página dedicada a beijo entre dois heróis gays.

Iniciativa de Crivella acabou gerando novela judicial. Na tarde desse sábado, fiscais da Secretaria da Ordem Pública (Seop), foram até a Bienal à paisana e realizaram varredura nos pavilhões. Conforme o subsecretário operacional da Seop, “não foi encontrada nenhuma violação às normas legais”.

Crivella determinou a fiscalização amparado por uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Cláudio de Mello Tavares.

A Bienal teve nesses últimos dias uma série de protestos contra Crivella, incluindo distribuição de livros com temática LGBT, promovida pelo youtuber Felipe Neto e diversas editoras, e até beijaço.

O desenhista do quadrinho, Jim Cheung, chegou a se manifestar contra a decisão do prefeito Marcelo Crivella: “Espero que o povo bonito do Brasil, a nação maravilhosamente diversa e orgulhosa, enxerge através desse ‘barulho’ político e coloque seu foco na luz e nas maneiras de se unir, em vez de ajudar a semear as sementes do conflito e da divisão”.

Recomendado para você