Blog do Jocélio Leal

Candidatos com zero voto

Nêgo da Água concorreu sob recurso (Foto: Divulgação)

Fortaleza – Reza a lenda: Negro d’água ou Nego d’água vive em rios. No São Francisco e no Tocantins, por exemplo. Na Bahia tem até uma escultura de 12 metros no leito do Velho Chico, assinada por Ledo Ivo, baiano de Juazeiro. Segundo a lenda, o Negro d’Água costuma aparecer para pescadores e outras pessoas junto aos rios. 

 

Já nas eleições para deputado estadual no Ceará, nem ele, nem os eleitores, nem seu homônimo, o Nêgo da Água, candidato do PTC. Ele não obteve nenhum voto. Nem o dele. 

O Nêgo da Água cearense tem 20 anos, é comerciário e possui ensino médio. Sua candidatura seguiu até a urna sob recurso, após ser indeferida pela Justiça Eleitoral. 

Quem teve desempenho, digamos, único nas eleições para a Assembleia Legislativa foi Teresa Queiroz (DC). Ela recebeu um voto apenas. Talvez o dela. Júnior Pires (MDB) pode se orgulhar de ter obtido o dobro: dois votos.

Para deputado federal, o Ceará registrou 21 candidatos com zero voto. Dentre eles, um para quem a eleição morreu: Elvis Presley.

Pinheiro do Queijo também. Este pereceu no zero voto. Elvis e ele são do PTC. Ambos na mesma situação: indeferidos e com recurso. A candidaturas precarizadas acabam por gerar estes fenômenos.

 

 

Recomendado para você