Plínio Bortolotti

Cruviana, revista de contos, será lançada nesta sexta-feira, no Espaço O POVO

José Paiva Rebouças com a cria

José Paiva Rebouças com a cria

A quinta edição da revista de contos Cruviana será lançada nesta sexta-feira (6/12/2013), às 18h30min, no Espaço O POVO de Cultura e Arte, no programa “Café Clube de Leitura”.

Papel
Cruviana iniciou sua trajetória em 2011, na internet; o projeto deu certo e a revista migrou para o velho e bom papel impresso. O potiguar José Paiva Rebouças, editor da revista, teve a ideia de reunir escritores experientes e iniciantes.

No mundo
Rebouças passou a receber textos, não somente de outros estados, como de países vizinhos. Ele diz que a publicação tem mais autores cearenses do que norte-riograndenses. Gildemar Pontes, Raimundo Leontino Filho e Clauder Arcanjo são alguns deles, além de David Medeiros Leite, este, do Rio Grande do Norte.

“O inferno está cheio de velhos simpáticos”
Nesta edição, o conto do tarimbado pernambucano Walther Moreira Santos, “O inferno está cheio de velhos simpáticos e meninas boazinhas”, é publicado ao lado de “Marga”, conto do argentino estreante Pedro Garcia Lavin.

Mais
Lançamento da revista Cruviana
Espaço O POVO :  (av. Aguanambi, 282), 6/12/2013, sexta-feria, 19 horas.
A entrada é gratuita, a revista será vendida a R$ 20,00.
Blog do editor de Cruviana.
Portal da revista.

Saiba o que quer dizer Cruviana – e mais sobre a revista, no texto de Regina Ribeiro.

CRUVIANA

Diz a lenda do Norte que Cruviana seduz um forasteiro, chegando bem devagar, em forma de uma brisa que o envolve enquanto ele dorme deitado numa rede. No dia seguinte, o visitante diz-se completamente apaixonado. O que ele desconhece é que o encanto não é apenas pela Cruviana e, sim, por toda a Terra de Makunaimî.

Cruviana, a revista de contos, chegou lentamente, em 2011. Soprou a ideia de reunir contos de autores estreantes com outros já trilhando a carreira literária. Mal começou a sussurrar e chegaram textos de escritores de vários lugares do Brasil, da Argentina e de países africanos de língua portuguesa. Saiu a primeira revista eletrônica. José de Paiva Rebouças, 31, o jornalista e escritor seduzido pela Cruviana, conta que em torno da publicação se reuniram mais cearenses do que portiguares. Gildemar Pontes, Raimundo Leontino Filho e Clauder Arcanjo são alguns deles, além de David Medeiros Leite, este, do Rio Grande do Norte.

A coisa deu tão certo que Cruviana migrou da internet para o papel. A quinta edição da revista de contos terá destaque nesta sexta-feira, 6, no Café Clube de Leitura, no Espaço O POVO de Cultura & Arte, às 18h30min. Mesmo depois de dois anos na versão online, a impressão abriu ainda mais portas paraCruviana, segundo o jornalista José de Paiva Rebouças. “A revista saiu em forma de livro e ganhou uma dimensão ainda maior. Sou de uma geração em que todo mundo dizia que o papel estava no fim, mas não é verdade. O impresso ocupa um espaço primordial para a literatura”, constata o organizador da revista, convidado do Café Clube de Leitura.

A revista mantém o objetivo de dar espaço aos jovens escritores e editá-los junto com os mais experientes. Nesta quinta edição, o conto do tarimbado pernambucano Walther Moreira Santos, “O inferno está cheio de velhos simpáticos e meninas boazinhas”, é publicado ao lado de “Marga”, conto do argentino estreante Pedro Garcia Lavin. Durante o Café Clube de Leitura, as curadoras Inês Cardoso, professora da UFC, Vânia Vasconcelos e Cleudene Aragão, professoras da Uece, escolheram textos publicados nesta quinta edição de Cruviana, que deverão nortear a conversa em torno da revista. Os contos “O inferno” (Walther Moreira Santos), “Em nome do pai” (Carlos Gildemar Pontes), “O colecionador de guarda-chuvas” (David Medeiros Leite) e “Confissão” (Carla Duarte) foram selecionados para o bate-papo. Os textos podem ser lidos na versão online da revista no endereço www.revistacruviana.com

SERVIÇO
O quê: Café Clube de Leitura, dia 6, às 18h30min, no Espaço O POVO de Cultura & Arte, com a participação do organizador da revista de contos Cruviana, José de Paiva Rebouças
Quanto: R$ 20
Onde: Avenida Aguanambi, 282.
Informações: 3255.6270

Recomendado para você