Política

Acrísio acusa grupo de Luizianne de tentar interferir no julgamento do recurso

Resultado do julgamento do recurso será divulgado nesta quarta. (Júlio Caesar/O POVO)

O PT nacional julga na manhã desta quarta-feira, 3, em Brasília, recurso da candidatura do ex-vereador Deodato Ramalho sobre supostas irregularidades na eleição para o comando do partido em Fortaleza.

Derrotado por três votos, o candidato da deputada federal Luizianne Lins quer a anulação de pelo menos uma seção onde, segundo a candidatura, houve interferência de aliados do prefeito Roberto Cláudio (PDT) no processo interno.

O vereador Acrísio Sena, que saiu vitorioso na disputa, acusa apoiadores de Deodato, como o atual presidente municipal da sigla, Elmano de Freitas, e o vereador Guilherme Sampaio, de tentar interferir no resultado do julgamento junto ao presidente nacional da legenda, Rui Falcão, e de membros da Executiva nacional na capital paulista.

Deodato, por sua vez, afirmou que a presença de seus apoiadores em São Paulo é um “movimento natural”. “Não tem ninguém que não tenha visto os fatos e não tenha ficado estarrecido”, disse o ex-vereador.

Acrísio viaja às 6h desta quarta-feira para acompanhar de Brasília o julgamento. Deodato, no entanto, vai ficar em Fortaleza. O recurso para a instância nacional é o último recurso regimental para contestação do resultado da eleição interna do partido. A reunião que julga o recurso está agendada para às 10 horas.

Recomendado para você