Ancoradouro

O que "quer" o jovem de hoje

Será que o jovem de hoje “quer” alguma coisa? Como superar a crise de fé? Estas são algumas das perguntas que pe. Leonardo Wagner respondeu ao ANCORADOURO. O sacerdote nasceu em 1973. Desde 1996 é membro da Comunidade Católica Shalom, sendo ordenado sacerdote em 2002. Com um forte carisma em meio aos jovens, trabalhou em diversas atividades ligadas à juventude. Desde 1989 participa do Acampamento de Jovens Shalom, evento  que reúne atualmente todos os anos mais de 1000 jovens nos meses de  julho e janeiro, tendo também já coordenado Acampamentos de Jovens na Itália. É mestre em Teologia Dogmático-sacramental pela Faculdade Pontifícia Santo Anselmo, em Roma. É autor dos livros: “A Celebração do Mistério Eucarístico”; “E Jovem se confessa?!” e “Melhor Vida não há”, sendo os dois últimos direcionados aos jovens. Escreve também artigos para a Revista Shalom Maná e mantém um blog direcionado especialmente ao público jovem. Nesta entrevista o autor de Melhor vida não há reafirma sua crença na juventude que pode encontrar em Deus o sentido de suas vidas e a plenificação de sua existência.

Pe. Leonardo conduz a sagrada eucaristia em momento de oração.

ANCORADOURO – O jovem de hoje “quer” alguma coisa?

Pe. Leonardo Wagner – Sim, quer muita coisa, aliás, quer até coisas demais, além das possibilidades. O “mundo” sabe tanto disso que investe maciçamente nos jovens. Mas em relação a Deus, aos valores do Evangelho, eu acredito que nós subestimamos muito os jovens. Por causa dos maus exemplos que, infelizmente, são mais propagados, não percebemos a beleza, a força, a garra, enfim, a determinação de muitíssimos jovens que querem, sim, uma vida com Deus, uma vida segundo os valores do Evangelho e desejam ardentemente viver a santidade como meta de vida.

ANCORADOURO – Como Deus pode plenificar a juventude de uma pessoa?

Pe. Leonardo Wagner –Somente Deus pode plenificar as nossas vidas. Isso independe da idade. Pode ser uma criança, um jovem, um adulto, um ancião. Os jovens, de modo especial, têm uma busca muito sincera e posso dizer até voraz de felicidade. Quando descobrem Deus, quando têm uma experiência verdadeira com o Amor de Deus sentem que descobriram aquilo que sempre procuraram. A plenitude da vida com Deus é a plenitude do amor, da alegria, da paz. Aquilo que muitos jovens buscam nos caminhos errados da droga, do sexo desenfreado, do consumismo avassalador, das farras desgastantes e sem sentido, é nada mais nada menos que esse amor e essa felicidade. Alguém que os compreenda, que os aceite, que os valorize, que os respeite. Alguém para partilhar, confiar… algo paro o qual vale a pena dar a vida sem medo de ser enganado, ludibriado, ferido, machucado. Tudo isso é Deus e somente Ele pode saciar essa fome de amor e felicidade dos jovens.

ANCORADOURO – Muitos jovens têm uma crise de fé ao ingressar na faculdade. Como lidar com esta fase?

Pe. Leonardo Wagner –A crise de fé, ao meu ver, vêm de uma adolescência que não aprofundou o relacionamento com Deus de modo adequado. A experiência de Deus não pode ser somente “sentimental”, ela deve descer às raízes da nossa existência. Devemos encontrar as razões de nossa fé em Deus e nelas fundamentar a nossa vida. Quando o jovem entra na faculdade ele encontra outros jovens e professores que não tiveram essa mesma experiência e eles precisam firmar-se em convicções profundas que buscam dar respostas, aos outros e a si mesmos, baseados nessas convicções. Por um lado os jovens cristãos não devem calar diante das afrontas infundadas e das provocações maliciosas. É uma ótima oportunidade de aprofundarem-se ainda mais na doutrina da Igreja e no tesouro precioso de nossa fé. Por outro lado, não vale a pena entrarem em disputas desrespeitosas, arrogantes que, no fundo, revelam somente uma carência e uma vontade de auto-afirmar usando o argumento do “racional”. Não adianta falar para quem não quer ouvir. O testemunho silencioso, nesses casos, é mais eloqüente.

ANCORADOURO – Como surgiu a ideia de escrever o livro? Quando tempo durou para conclui-lo?

Pe. Leonardo Wagner –Bom, tenho sempre tido muito contato com os jovens durante toda a minha caminhada vocacional, desde que eu era… jovem também. Tenho sido testemunha de inúmeros jovens que, encontrando Deus em suas vidas, tiveram suas existências radicalmente transformadas. Conversões que não foram frutos de um momento de emoção, que não duraram somente uma semana ou um ano, mas vidas realmente visitadas pela graça de Deus que se tornaram novas criaturas, como diz o Evangelho. Porque não testemunhar isso? Porque falar somente das “desgraças” dos jovens que se entregam às drogas, ao alcoolismo, à prostituição, à degradação em suma, e não testemunhar exatamente o contrário? Esses testemunhos nos elevam, nos enchem de esperança e nos dão a visão de uma juventude nova, feliz e renovada, que contrasta com tantos conceitos degradantes sobre os jovens.

Como o livro possui uma parte escrita por mim e uma coletânea de testemunhos, ele demorou um pouquinho pois não foi fácil fazer os jovens escreverem (que o digam os professores de redação), tive um pouco de dificuldade em recolher todos os testemunhos, mas tudo se fez em cerca de seis meses.

ANCORADOURO – Quais os sinais de uma mudança real de vida?

Pe. Leonardo Wagner –Na verdade é difícil responder essa pergunta porque os sinais são muitos. Existem aqueles mais evidentes, como a alegria radiante por exemplo, mas os sinais mais profundos são aqueles que se refletem no dia a dia, na família, na escola, no ambiente onde o jovem se encontra. O sinal mais concreto e profundo é a mudança da maneira de pensar, de ver o mundo, de relacionar-se com Deus. Ver a Deus como um Pai amoroso, um amigo sempre fiel, um Deus misericordioso reflete-se em todas as áreas da vida, nas escolhas que o jovem passa a fazer concretamente baseadas agora em Deus que passa a ser o valor supremo. Essas escolhas vão desde a roupa que vão vestir, os programas da TV, os sites da internet, até a escolha do namorado(a), o relacionamento com a família, o perdão àqueles que os ofendem.

ANCORADOURO – Seguir a Cristo é uma atividade desafiante. Qual é a recompensa?!

Pe. Leonardo Wagner –Sim, digo mais, é uma aventura! A recompensa é nada mais nada menos que a felicidade completa que não significa a ausência de dificuldades. Quando alguém se prepara para uma competição, encara com alegria e entusiasmo o desafio do treino. Ninguém pode dizer que é moleza treinar, mas vale a pena. As dores do parto, dizem as mães, são terríveis, mas vale a pena, e como! O mundo é o grande desafio do jovem cristão, o mundo com os seus valores contrários ao evangelho, com sua concepção errada e às vezes até desiludida do amor; com sua atração muitas vezes fatal baseada no princípio do poder, do prazer pelo prazer e do dinheiro. O jovem cristão tem que enfrentar tudo isso com o poder da fé em Jesus que já venceu por nós com sua cruz e ressurreição. Sua graça, seu amor, jamais nos faltará. A recompensa será ser feliz agora e para sempre.

Serviço:

Livro: Melhor Vida não há

Autor: Pe. Leonardo Wagner

Páginas:

Como adquirir:

Nenhum comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *