Ancoradouro

Quem vai para missa de verdade, não frequenta a m.i.s.s.a

Fortaleza será mais uma vez palco da festa chamada  de m.i.s.s.a, sigla da expressão  movimento dos interessados em sacudir sua alma. Uma combinação forçada para resultar no nome da atividade litúrgica de maior importância para o universo católico.

Ainda no cartaz do evento pode se ver mãos postas e signos que lembram os elementos da fé católica.

O inciso VI, do art 1 da Consituição brasileira é claro, “É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”. Na m.i.s.s.a, conforme fotos que circulam pela internet, os Dj’s vestem-se como padres e bispos, fazendo deste modo a profanação dos elementos sagrados.

Fica a dica, quem participa da missa de verdade não deve frequentar a m.i.s.s.a

Nenhum comentário

  • Dyego disse:

    Ainda tem mais essa é!!??
    Não irei mesmo!!! e não indico a ninguém…

  • Bosco disse:

    Não perco meu tempo nem na missa nem em m.i.s.s.a.

  • Fabiano.Marta e Tobias disse:

    Caros irmãos,

    O que vemos hoje é uma total degradação do sentido do que é sagrado. Prova disso são as tentativas sutis e no mínimo lastimáveis de tentar ridicularizar ou diminuir o valor da missa, que é a liturgia de maior valor para nós católicos. Lembro aqui no nosso GRAVE dever de divulgar esta informação e reafirmarmos nosso compromisso de DEFENDER e TESTEMUNHAR nossa fé e nossa postura diante de mais uma investida do mundo que desconhece o amor de Deus.
    PARABÉNS AO BLOG na pessoa do Vanderlúcio.

    Falo pra vcs deste “Evento” chamado M.I.S.S.A (MOVIMENTO dos INTERESSADOS em SACUDIR a ALMA) que trata-se de uma balada e que em NADA tem a ver com a Igreja Católica ou algum movimento. A festa já foi realizada em diversos estados e agora chega à Fortaleza pela segunda vez, segundo noticia alguns sites focados na divulgação de eventos na capital.
    Com frases do tipo, “é um pecado deixar de ir”, “reze pra chegar logo”, “quem disse que ninguém te chama?” e “sábado é dia de missa”, ou então, “cansei da night, agora só vou pra missa.” a organização do evento ultrapassa a linha do respeito que é devido às manifestações religiosas.

    O evento é uma balada, por sinal visitada por muitas celebridades, que é um dos aspectos que tem chamado a atenção e tem causado o grande frisson e repercussão do mesmo. Tocam várias bandas regadas por arranjos eletrônicos. O ridículo é que: após as bandas, inicia-se um espetáculo de cores e som eletrônico com o DJ Residente da MISSA (O Papa), Dj Tartaruga, tocando seu set MIXTURADO, bem democrático, sem preconceito de estilos musicais, emocionando o público de várias gerações e sacudindo a alma de todos. O evento ainda conta com mulheres vestidas de freiras recepcionando os convidados e entregando brindes, os famosos anões de anjinho, diabinho e outros personagens surpresa.

    Entre todas as ridicularidades, as edições desta balada conta com o PAPArazzo, um fotógrafo vestido de Papa que tira fotos não pousadas, bem ao estilo paparazzo, dos convidados em várias situações e depois as fotos ficam expostas num mural para as pessoas levarem para casa como recordação da MISSA.
    Por amor a Cristo, rezemos e não descansemos um segundo na nossa missão de evangelizar, pois cresce a cada dia os desafios…

    Fabiano, Marta e Tobias – Nossa missão é evangelizar.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − treze =