Ancoradouro

Renovação do Espírito e seus desdobramentos

A Igreja no dia de Pentecostes olha para o lado aberto de Cristo e brada: “Vinde, Espírito Santo”! É Ele o renovador de todos os dons, Aquele que fortalece os joelhos vacilantes, que distribui seus dons a quem quer e como aprouver. É o Senhor que dá a vida, que recria e renova a face da terra.

Recordo-me de minha experiência com a pessoa do Espírito Santo em fevereiro de 1995 em um retiro de carnaval. Meu coração foi tomado de uma alegria e de um novo entendimento sobre o amor de Deus. A vida passou a ter um sentido novo. Cresceu o desejo de ofertar meus dons e talentos a serviço da Igreja e da humanidade.

Um dos efeitos do Batismo no Espírito Santo é a bravura, que também podemos chamar de parresia, ou ousadia. Uma graça mais do que necessária para a evangelização nos dias atuais. Sem coragem o cristão não consegue dar um passo sequer. É preciso destemor para anunciar Cristo a uma sociedade secularizada e que tenta suprimir Deus de seu horizonte e apagá-lo de seu passado.

Mas por que as pessoas tem medo de Cristo? Sabemos que na China e em alguma regiões da África é forte a perseguição contra os cristãos. A penalidade é a morte. Mas a que ameaça estas pessoas que querem apenas viver o ensinamento de seu mestre? Por que os poderosos deste mundo implantam o terror contra a fé católica? Por que se sentem ameaçadas?

É graças ao Espírito que mesmo nestas terras hostis a fé que homens e mulheres renovam seu sim a Deus e a Igreja e oferecem suas vidas como oblação. Mais uma vez vemos o sangue dos mártires fecundando e  se tornando sementeira para o surgimento de novos crentes.

Aos cristão que vivem em países como o Brasil cabe a responsabilidade de viver com autenticidade sua fé e testemunho do amor que é capaz de transformar o coração das pessoas e da sociedade. Vemos um espetáculo triste e vergonhoso de pessoas que a título da busca da liberdade pretendem oprimir os cristãos e com eles os valores e princípios que apontam para o respeito, a caridade, tolerância e solidariedade.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *