Ancoradouro

Empresário fecha negócio para evitar processo de gays

293 1

Notícia plugada do site do Estadão.

Uma empresa de transporte turístico de Annapolis, em Maryland, nos Estados Unidos, abandonou seu serviço de transporte de noivos para não ter que atender a casamentos entre pessoas do mesmo sexo.  O casamento gay foi aprovado, em novembro,  nos estados americanos de Maine e Maryland e passa a valer em 1 de janeiro 2013.

De acordo com o jornal Washington Post, o proprietário da Discover Annapolis Tours disse que preferiu abrir mão de uma receita anual de US 50.000 a comprometer suas convicções cristãs. No site da empresa, que presta outros tipos de serviços com os bondinhos, há um aviso que as reservas para transporte de noivos estão suspensas.  Segundo o jornal,  o proprietário Matt Grubbs diz que publicará uma explicação completa no site em 01 de janeiro.

Com essa medida, dizem especialistas em direito ouvidos pelo Washington Post, o empresário evita processos por discriminação, como tem ocorrido com outras empresas que se recusam a prestar serviços para casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

O chefe da Associação de Profissionais do Casamento de Maryland contou ao jornal que esse é o segundo fornecedor a recuar  de um negócio em função da nova legislação. O clérigo Maryland, que liderou a oposição ao casamento homossexual, disse que a escolha do empresário foi corajosa .

O grupo Igualdade Maryland de defesa dos direitos dos homossexuais acredita que a decisão da empresa seja um caso isolado de um empresário que exerce os seus direitos. “Enquanto ele não discriminar outras pessoas, ele é livre para fazer o que quiser, inclusive sair do negócio,”  disse o diretor executivo  da organização Carrie Evans.

Perguntinha:

Já pensou se isso tivesse acontecido no Brasil, o pobre empresário estaria sendo rotulado de homofóbico.

Recomendado para você

1 comentário

  • Alberto disse:

    Eu acho que os direitos são iguais perante Deus! Se na Bíblia consta passagens que condenam o homosexualismo, por outro lado, as leis dos homens, em determinados paises, aceitam. Daí a necessidade de saber e entender que, conforme pesquisas e estudos a cerca do assunto, atualmente não se pode julgar pecado tal tendência, caso contrário estaremos anulando ou mesmo desvalorizando todos estudos científicos feitos até hoje, acerca do assunto.

    Acredito que esse asunto ainda tdeva ser muito estudado e analisado para evitarmos maiores discriminações futuras e, ainda, até mesmo aumento da criminalidade devido a intolerância sexual.

    Imaginem o mundo em guerra devido a intolerancia sexual, igual as guerras devido a intolerância religiosa?

    Agradeçendo desde já a atenção devida, subscrevo-me,

    Alberto C. de Queiroz – Rio de Janeiro – RJ
    Em tempo: Não sou e nem tenho nenhuma tendência homossexual, porém, sou pela igualdade dos direitos humanos.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 14 =