Ancoradouro

Ativista gay cogita pegar "em armas"

420 10
marcio

“Vou ajudar Jean a dessacralizar o casamento, palavra desgraçada”. Marcio Retamero

O autodenominado pastor evangélico  Marcio Retamero disse que seria capaz de “pegar em armas” para combater a ideologia dos “desgraçados” e “fundamentalistas religiosos”, termos que usa para designar os políticos e defensores da fé cristã e da família.

O pronunciamento de Retamero aconteceu no Seminário LGBT comandado pelo deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), em 2012, e voltou a repercutir na internet pelo teor considerado “cristofóbico”.

Acompanhando  a fala com trejeitos o pastor diz: “eu não vejo a coisa muito boa (para o movimento LGBT). Eu vejo o assalto do fundamentalismo religioso no estado laico; eu vejo políticos fazendo conchavos com esses desgraçados dos 25% da população”. 

Depois de afirmar que “estaria disposto a pegar em armas” mais uma vez, se dirigiu ao deputado Jean Wyllys como apoiador. “Eu quero dizer ao Jean que estou aqui para te ajudar na dessacralização do casamento. O casamento civil igualitário dará muito trabalho porque a desgraça dessa palavra está eivada de sentimento cristão”, vociferou.

“Sem a desconstrução da cultura judaico-cristã nós não vamos conseguir (aprovar o casamento civil igualitário), finaliza a fala.

Marcio Retamero é o responsável pela denominação evangélica igrejas da comunidade evangélica betel do Rio de Janeiro. O grupo acabou de trazer para o Brasil uma versão herética das Sagradas Escrituras intitulada de Bíblia da Rainha James, uma referência ao Rei  inglês James I, bissexual na versão dos militantes gays.

Assista ao vídeo

[youtube]http://youtu.be/FxekMI2GjYY[/youtube]

Homossexuais agridem jovem universitário em Vitória 

O Jornal O Globo noticiou que um grupo de homossexuais e travestis espancaram  um jovem universitário em Vitória, ES. O rapaz  “levou 10 pontos na face e está com marcas de mordidas nas costas e nos dedos das mãos” segundo informações do veículo.

De acordo com o jovem alguém fez piada com o grupo e ele “pagou o pato”. “Eu fui me divertir e aconteceu isso. Não sou preconceituoso, nunca me incomodei com a opção sexual das pessoas. Pela violência deles, a intenção era me matar”, disse

Recomendado para você

10 Comentários

  • Bruno disse:

    Ahhh claro, não existe sentido figurado na nossa língua… Depois não digam que não sabem pq são chamados de fundamentalistas…

    Como todos sabem, homossexuais são muito agressivos, vivem armados, assaltando, matando, corrompendo, estuprando, batendo nas pessoas, insultando, xingando, abandonando, violentando… Os héteros? Esses nunca realizaram guerras, nunca instituíram ditaduras, nunca realizaram inquisições medievais… São o melhor exemplo do pacifismo… A culpa de todo o mal da humanidade é dos homossexuais, não os deixem “pegar nas armas”, matem todos…

  • Fernanda disse:

    Bruno, cuidado ao usar de ironia pois muitos irmãos não a entendem e podem “achar” que os homossexuais são mesmo esses monstros…rsrsrsr…ops, eles já acham isso não é!
    Quando bateram, ou melhor, espancaram homossexuais na Avenida Paulista e em tantos outros locais, ninguém julgou todos os héteros como culpados, então é absolutamente ridículo fazer isso agora. Tenho pena do rapaz que apanhou, sou contra a violência, mas não contra a legítima defesa. Se houve abuso de violência, cabe à polícia investigar e à Justiça julgar e não a nós. Principalmente dando prosseguimento a essa política de desinformação e preconceito.

  • manoel disse:

    Peraí, legitima defesa? 2 contra 1 já não é legítima defesa imagine mais de 2.

  • JP disse:

    Pegar em armas ?? Para quem so queria igualdade de direitos e respeito os homossexuais ja passaram dos limites. Querem acabar com a ordem e os bons costumes e ainda sao covardes de agir em bando para agredir o rapaz, estao fazendo justamente o que criticaram ate hoje, usando a violencia.

  • Cristão disse:

    Direitos o caramba,querem é criar uma sociedade em que eles comandem tudo e imponham sua sexualidade como a certa e a natural como algo ultrapassado e errado
    Devemos nos unir cristãos,lutar e empedir que isso aconteça,orar e sair as ruas para conscientizar a população desse mal que assola nossas familias

  • Bruno disse:

    Pois é, Fernanda.

    Bem que vc me alertou que muitos irmãos (como o próprio blogueiro) não entendem figuras de linguagem… Olha ai os comentários acima. Só tenho fico na duvida se eles realmente acreditam nisso ou se agem conscientes que carregam a ignorância e o preconceito (má-fé)… Será

  • Outro CRISTÃO disse:

    Vem Mesmo…. assim enfio o cano da minha pistola no teu CU viado dos ifernos… acho até que você vai gostar.

  • Eric disse:

    “Pegar em armas”! logo eles que falam tanto de violência contra fracos e oprimidos gays, então é isso? eles podem ser violentos dizer o que querem e nós temos que ficar calados. Não querem viver em paz com os héteros, querem privilégios e propagar uma ditadura gayszista. Incitam ao ódio contra cristãos e contra a família tradicional, isso é uma ditadura se acham a cima de tudo e de todos .

  • leonardo disse:

    Bruno, desculpe-me mas é óbvio que a conotação que o Marcio Retamero tem sim um conteúdo de ódio e discriminação. Não é necessário uma explicação complexa para isso, o próprio modo como ele fala, as expressões faciais e tudo mais demostra um sentimento de cólera para com seus adversários. Não defenda uma atitude dessas pelo fato de homossexuais sofrerem na sociedade. Você está apenas alimentando o sentimento de guerra contras as diferenças.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =