Ancoradouro

Preconceito] Rachel Scherezade pode ser punida por ter opinião conservadora

520 7
Jornalista Rachel Scherezade

Jornalista Rachel Scherezade

Circula na internet informações que dão conta de uma possível união de funcionários do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) para lançarem o abaixo-assinado “Rachel  não nos representa”, uma ação contra a âncora  do Jornal do SBT Rachel Scherezade. O descontentamento é contra os comentários da jornalista, considerados por muito como conservador.

Marcelo Parada, diretor de Jornalismo do SBT, falou que qualquer âncora da emissora pode emitir suas opiniões, em entrevista para a Folha de São Paulo.

Rachel ganhou notoriedade ao criticar o carnaval há dois anos em um telejornal da TV Tambaú, afiliada do SBT, na Paraíba. O vídeo publicado na internet já teve mais de 1 milhão de visualizações.

O fato da jornalista manter uma opinião baseada em princípios rotulados de conservadores desagrada a quem está sob a égide da ditadura do relativismo. Sobre o caso da jovem que leiloou a virgindade, por exemplo,  Rachel foi enfática: “Quanto mais nos vendemos, menos valemos”.

Comentando as manifestações contrárias ao Deputado Federal Marco Feliciano (PSC) afirma que “quem não estiver preparado para a democracia que renuncie a ela”, uma crítica às pessoas que agem com intolerância com o deputado por conta de suas convicções pessoais.

O discurso da jornalista se opõe  ao que se convencionou chamar de  “politicamente correto” e agora corre risco de ser cerceado, uma prova do preconceito voraz que deseja banir toda e qualquer opinião  sustentada nos princípios e valores judaico-cristãos.

No último dia 21 de março Rachel se posicionou contrária à decisão do Conselho Federal de Medicina ao permitir o aborto de bebês até à 12ª semana . O comentário foi recebido como ofensa pelos militantes pró-morte e pode ser resumido na sentença  “indefensável defesa do conselho” e “abominável contradição”.

Mais sobre a jornalista

Sou uma jornalista paraibana, agora ancorando, ao lado de Joseval Peixoto, o SBT BRASIL, principal telejornal do SBT. Faço comentários diários sobre assuntos diversos, cujos textos posto neste blog. Sou casada, tenho dois filhos, sou realizada, sou abençoada por Deus, sou muito feliz.

Blog da jornalista: http://rachelsheherazade.blogspot.com.br/

Veja comentários de Rachel Scherezade

Sobre o aborto

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=qMJwA_BCgQ4[/youtube]

Sobre o deputado Marco Feliciano 

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=YU4CaZMFSEk[/youtube]

Sobre a moça que leiloou a virgindade

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=9dzDHwpAYLU[/youtube]

Sobre a discriminação contra nordestinos

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=HOzSJa3syKU[/youtube]

Sobre as cotas raciais

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Avl-BFNFPzk[/youtube]

 

Recomendado para você

7 Comentários

  • Bruno disse:

    Começando seu editorial com o coitadismo já demonstrado anteriormente, ela evoca q a liberdade de crença é um direito constitucional, e q não podemos confundir o pastor Marco Feliciano com o deputado. Como acredito q Rachel tenha aprendido pesquisa de pauta durante sua carreira, só posso crer q ela é mal intencionada ao ignorar q quem confunde as duas atribuições é o próprio deputado, inclusive ao tentar explicar pq paga pastores de sua igreja como ‘assessores parlamentares’, q não dão expediente em Brasília e nem em nenhum escritório político.

    Na sequencia de falácias, ela faz questão de reafirmar q Marco Feliciano foi eleito democraticamente como deputado. E quem questionou o mandato (cheio de acusações de crimes) de Feliciano enquanto deputado? Novamente, uma pesquisa de pauta, mesmo q simples, apontaria q os protestos contra ele, classificados por Rachel como ‘gritaria’, são para q ele deixe a presidência da CDHM, e não seu mandato como deputado. E q fique claro para a jornalista q Feliciano não foi ‘democraticamente eleito’, mas estrategicamente colocado no cargo com a complacência de parlamentares do PT, PMDB, PSDB, PSB e DEM, dando 10 cargos da comissão ao PSC, ignorando os critérios de representatividade regimental dos partidos nas comissões. Foi apenas um acordo político, e não uma ‘eleição democrática’.

    Pra fechar com chave de ouro, a jornalista ainda tem a pachorra de dizer q não se pode confundir as OPINIÕES PESSOAIS, por mais polêmicas q sejam, de Marco Feliciano com sua atuação como parlamentar. E desde qdo essa separação é feita para qualquer ocupante de cargo público no Brasil? Quando um parlamentar dá entrevista, participa de um evento público ou emite QUALQUER opinião, quem está falando é o PARLAMENTAR, além do cidadão. Não há botão q alterne o político e o cidadão, e este, qdo eleito, está 24 horas por dia investido do cargo para qual foi empossado. As opiniões de Feliciano, Sheherezade, não são ‘polêmicas’: são homofóbicas, machistas, misóginas, racistas, intolerantes com religiões minoritárias, reforçam estereótipos e preconceitos contra estas minorias, dando base para todo tipo de ação violenta (física ou psicológica) contra elas.

    A defesa ensandecida por fundamentalistas religiosos como Marco Feliciano tem agradado reacionários de todos os campos, como o colunista da revista Veja, Reinaldo Azevedo, e o também pastor (e igualmente homofóbico) Silas Malafaia. Em Sheherazade, os reacionários de toda sorte encontram o eco para suas ideologias tortas e segregacionistas, q raramente encontrariam em outros jornalistas na grande imprensa (ao menos, não de forma tão explícita).

    Democraticamente, não torço para q Rachel saia do ar, pois acredito q ela realmente seja o eco de uma parcela da sociedade q, de uma forma ou outra, vai encontrar um canal para dar vazão ao seu chorume intolerante. Só espero q, amanhã e depois, os sons deste eco, carregado de moralismo e discriminação seja cada vez mais difícil de escutar em meio a gritos e cantos que louvem a igualdade, a diversidade e o amor incondicional a humanidade.

  • Luis disse:

    Em Jean Wyllys os defensores de ideologias social-marxistas, que levaram ao extermínio milhões de pessoas, encontram eco para, em nome de uma suposta luta por liberdade, igualdade, diversidade… atentarem contra a democracia e através de uma militância muitas vezes paga com o dinheiro do contribuinte tentarem, no grito, calar os que pensam diferente.

    Parabenizo a esta corajosa e quase solitária jornalista que ousa se contrariar a ditadura do relativismo, o politicamente correto, se colocando em favor da verdade!

    Que Deus a fortaleça para que ela não fraqueje diante dos ataques que já existem e dos que certamente ainda virão.

  • Luis disse:

    Em Jean Wyllys os defensores de ideologias social-marxistas, que levaram ao extermínio milhões de pessoas, encontram eco para, em nome de uma suposta luta por liberdade, igualdade, diversidade… atentarem contra a democracia e através de uma militância muitas vezes paga com o dinheiro do contribuinte tentarem, no grito, calar os que pensam diferente.

    Parabenizo a esta corajosa e quase solitária jornalista que ousa contrariar a ditadura do relativismo, o politicamente correto, se colocando em favor da verdade!

    Que Deus a fortaleça para que ela não fraqueje diante dos ataques que já existem e dos que certamente ainda virão.

  • Marcelo disse:

    PARABÉNS, ÓTIMA JORNALISTA!
    O mundo atual está sob a DITADURA DO RELATIVISMO, em grande parte por traição dos proprios cristãos que se venderam às ideologias comunistas, como a pofessada pelo PT aqui no Brasil e noutros países onde o comunismo adentrou, conspurcando o batismo e preferindo se aliarem aos satanistas, Marx era satanista.
    Mas olhem os exemplos dos franceses, que catolicismo assumido, mais de um milhão de pessoas nas ruas, 2ª vez esse ano, e que vergonha para nós do Brasil, em grande parte votando em comunistas, quase 11 anos no poder e acabando com o país, o pior co é que com nossa ajuda.
    E a Igreja dos Brasil por meio de seus altos dignitarios deveria ser mais atuante e trabalhar mais em cima do povo para mudar-lhe a direçaõ partidaria; chega de comunistas: ruins de administração e ótimos só de corrupção e alienação!

  • cilas disse:

    Parabéns! não podemos nos acovardar, estamos em um pais livre democrático em que podemos emitir nossas opiniões, conservadoras ou não . Não podemos ficar estáticos diante de uma minoria que em busca de seus direitos podem profanar a fé e as opiniões que acham que ofender seus direitos. Somos um pais cristão independente de ser católicos ou evangélicos. 90% dos brasileiros são cristãos, e não podemos nos calar diante das afrontas que determinados grupos tentam seduzir a opinião publica se passando por coitadinhos e não são a Bíblia diz que são pecadores, devemos amá-los como seres humanos mas não podemos concordar com seu modo de vida. Leiam o capítulo 1 da carta aos Romanos e entenderão o que eu digo.

  • maria disse:

    parabéns a essa jornalista, considero este jornal o melhor de todas as emissoras. sem essa jornalista, o jornal do SBT irá cair de audiência.

  • Jandir manske disse:

    A Raquel do SBT Brasil não tem por que temer.Sobre os ativistas Gays? Eis ai um movimento de criaturas dignas de PENA por estar mergulhada num oceano de autopreconceito, por não serem capas de reconhecer que são os unicos carregados de preconceito por tudo o que se opõem a sua mente doentia, em especial oque diz respeito a verdade. Pois a VERDADE lhes causa terror . Sim, terror, por não ser possivel se opor a ELA . Então ignoram a verdade e dizem ser vitima de preconceito.Ou seja! Vitima de si mesmo. Pois , são os unicos preconceitosos que querem ver preconceito em tudo oque se opõem a sua ideologia corompida e assim podem satisfazer seu carater covarde.. JESUS CRISTO E A PROPRIA VERDADE que os quer salvar.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + dez =