Ancoradouro

Ação movida pelo MPRJ contra a JMJ foi indeferida

286 4
jmj300

Jornada Mundial da Juventude acontecerá de 23 a 28 de julho na Cidade do Rio de Janeiro.

“A ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), nesta terça-feira,11, foi indeferida pelo Tribunal de Justiça hoje a tarde”. A informação foi divulgada há pouco em uma rede social da Jornada Mundial da Juventude.

A ação civil movida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro tentava  impedir a Prefeitura  de prestar serviços de atendimento médico aos peregrinos. O MP diz que a JMJ é um evento privado e não pode receber investimento público.

Em nota a organização da JMJ esclareceu que o evento não é privado como sustentara o MP:”Não se pode considerar que uma Copa do Mundo ou uma Olimpíada sejam eventos exclusivamente privados, embora sejam organizados por entidades privadas. A realização de eventos de tal porte demanda participação ativa dos entes estatais que disputaram o direito de sediá-los. No entanto, na míope visão da Promotoria de Tutela Coletiva da Saúde, a JMJ – evento que ombreia-se (ou mesmo supera) a estes eventos em termos de magnitude – é de ser tratada como um mero evento privado, não obstante a previsão de um público de mais de 2 milhões de pessoas entre turistas e residentes”

Mais informações em breve

Recomendado para você

4 Comentários

  • Maria Caroline disse:

    Apenas para corrigir: O evente se dará nos dias 23 a 28 de julho.

  • Fco. Xavier disse:

    Tem horas que o Ministério Público perde o foco de suas lutas.

  • Eda Lima disse:

    Gostaria de perguntar ao MP porque não exige que se cumpra o art. 227 da Constituição Federal quanto aos deveres do Estado, da família e da sociedade no que diz respeito aos jovens. A JMJ se destina a proporcionar aos jovens de vários paises um acolhimento fraterno de amor e respeito. Quantos jovens estão entregues às drogas e abandonados pelos seus familiares sem nenhuma pespectiva. A JMJ não é apenas um evento destinados aos jovens católicos, mas a todos os jovens independentes da crença que congregam. MP, cuide da doença (corrupção) que vem contaminado o Rio. Aliás, não foi para essa finalidade que fomos às ruas exigir a exclusão da PEC 37.

  • Eda Lima disse:

    Milhares de pessoas estarão no Rio e poderão necessitar de algum atendimento médico, será que é tão difícil entender? Deixo aqui o meu descontentamento por essa atitude!!!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 2 =