Ancoradouro

#AlgunsSãoAbestados: as marionetes da Internet. Até rimou.

242 1

Nos últimos tempos lgumas campanhas inusitadas têm surgido na internet. Elas se espalham como fogo  no paiol, graças a uma multidão de usuários que se comportam como marionetes nas redes sociais. 

macacos-em-grupo

Às feministas falta criatidade, mas não só, falta-lhes o conhecimento do ensinamento básico sobre a  teoria da contradição. Lutam contra a objetização da mulher  posando nuas ou seminuas.

A útlima grande campanha deste grupo se deu após a divulgação de uma pesquisa do IPEA que desejava apresentar o homem brasileiro como potencial estuprador. Uma jornalista de Brasília pôs as tetas de fora,criou a hastag #EuNãoMereçoSerEstuprada e mandou bala.

Não se sabe se a militante foi sondada para posar nua, assim como a moça do Greenpeace, que depois de uma temporada presa na Rússia por protestos, tirou a roupa para uma revista masculina quando chegou no Brasil.

Outra intervenção feminista, no mínimo, contraditória foi feita por uma militante em São Paulo. Para lutar contra a mulher vista como um pedaço de carne ela se dependurou – nua, claro – em um gancho debaixo de um viaduto com direito a maçã na boca e tudo, como uma leitoa assada.

Ridículo.

Ridículo.

Com a morte do dançarino DG do programa “Esquenta” , alguns internautas ensaiaram a campanha, inspirados nas feministas, #EuNãoMereçoMorrerAssassinado. Estranho não é mesmo? Será que alguém merece ? Que efeito uma “campanha” como esta tem no efetivo combate violência? NENHUM. Mas não importa, existe muito idiota útil para replicar a ideia. 

A última campanha que se alastrou foi a #TodosSomosMacacos para combater o racismo. Todo mundo pensou que era uma reação natural do jogador Neymar ao ato racista sofrido pelo colega de time Daniel Alves. Não foi. Tratava-se de uma campanha criada pela agência Loducca. Nada de movimento espontâneo e certamente será mais uma febre sem nenhum resultado efetico.

Trago  por último, não campanha, mas uma manifestação pela paz mundial. A atriz Paolla Oliveira fez um gesto impensável para qualquer Nobel da Paz. A atriz preocupada pela instauração da Paz mundial, para frear as guerras, unir as ações e estabelecer a ordem resolveu pintar uma unha de branco PELA PAZ.

Paolla Oliveira em campanha pela Paz Mundial

Paolla Oliveira em campanha pela Paz Mundial

Repercussão da ação da atriz

unha paolla oliveira

1 comentário

  • Filha do Juiz disse:

    Estou perplexa! Essa é a palavra…
    Um homem vai de terno e gravata à uma festa, e a mulher vai com um vestido sem mangas, devotadíssimo e transparente. A uma reunião o homem, vai de terno e gravata, e a mulher vai com saia curta, blusa apertada, decote e provocante! E ainda olha feio se pegar alguém olhando p decote dela!
    Agora uma pergunta: Por que então não querem ser tratadas como um pedaço de carne? A própria mulher se faz assim, se pinta assim. No facebook coloca foto de bikini, na rua anda com roupa “provocativa” achando que homem reage da mesma forma que mulher para as coisas visuais. O homem É VISUAL, e isso AFETA SIM o estado físico dele! Todo mundo sabe disso, e quer mascarar!
    Ao longo dos anos o estupro aumentou depois que a “vestimenta feminina” foi ficando assim… e depois saem pelas ruas fazendo protesto. Eu não vejo nenhum homem semi-nu em festas, reuniões e igreja. Muito menos, homem semi-nu andando nas ruas. Quem se veste assim É A MULHER e depois não quer ser molestada!
    A situação da nossa sociedade hoje está catastrófica na minha opinião, chamam o mal de bem, e o bem de mal…
    Temos q colocar cinzas na cabeça e vestir pano de saco, pedindo perdão pelos nossos pecados, porque somos uma geração perversa e pecadora.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − nove =