Ancoradouro

Mulheres de Fé*: conheça Marta, importante elo da comunicação na Arquidiocese de Fortaleza

525 1

Marta Andrade traz consigo como experiência marcante de vida o tempo que passou como religiosa Paulina. “A formação pastoral, eclesial e a vivência da Espiritualidade Paulina foram e continuam sendo a base de toda minha conduta e trabalho realizado dentro e fora da Arquidiocese”, conta a mulher que é responsável pelo Setor de Comunicação e Pastoral da Comunicação – Pascom da Arquidiocese de Fortaleza.

Marta na reta final do  Projeto de Comunicação para a Arquidiocese de Fortaleza. Foto: arquivo pessoal.

Tudo começou em 1992 quando seu nome foi indicado para o serviço no Secretariado de Pastoral recém fundado. ” Na conversa com Miguel Brandão, responsável pelo Secretariado,  havia uma novidade, a Irmã Consuêlo, Irmã das Cordimarianas, estava se aposentando e deixando o Setor de Comunicação, e precisava de uma pessoa que assumisse as funções realizadas por ela. Eu sabia da importância e grandeza da função, no entanto, não imaginei a grandiosa incumbência que assumiria meses depois, ser a responsável pelo Setor de Comunicação da Arquidiocese de Fortaleza”, relata Marta.

Marta na produção da Missa na TV. Foto: arquivo pessoal.

Além da experiência oriunda das Paulinas, que evangelizam através dos meios de comunicação, a nova coordenadora havia feito  o curso especializado em ‘Comunicação para Pastoral promovido pelo Departamento de Comunicação  Social da Conferência Episcopal Latinoamericana, DECOS-CELAM, realizado na Universidade do Vale do Rio Sinos – UNISINOS, em São Leopoldo, RS. “Graças a esta oportunidade oferecida por Dom Aloísio Lorscheider, fui e elaborei um projeto de comunicação para desenvolver na arquidiocese. Após seis meses, retornei a Fortaleza, e comecei a colocar em prática. Comecei pela formação da Pastoral da Comunicação nas paróquias”, conta.

Marta trabalhou com os últimos três arcebispos de Fortaleza. ” Trabalhei com Dom Aloísio Lorscheider, Dom Cláudio Hummes e no próximo dia 24, farei 21 anos de trabalho com Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, atual arcebispo de Fortaleza.  Cada um com personalidade diferente, mas um só coração, o mesmo amor a Deus, a pessoa de Jesus Cristo, sua Igreja e aos irmãos.  Relatar meu aprendizado com cada um deles, seria um longo capítulo”, descreve.

Diante das dificuldades, Marta se inspira em um grande homem da Igreja dos últimos tempos. “Existem muitas renúncias e desafios. Nesses momentos lembro-me das palavras do beato Padre Tiago Alberione, fundador da Família Paulina “ O Senhor vai acendendo luzes em nosso caminho à medida que vamos precisando delas”, diz. 

 

As funções que o Setor de Comunicação acumulam são as mais diversas, vão da assessoria de comunicação à produção da Missa para a TV, além de produção de programas de rádios, acompanhamento das redes sociais institucionais e atendimento ao público. ” Vivencio a máxima de que o Senhor chama, prepara e envia. Sou  ciente e grata ao Senhor por ver e testemunhar as maravilhas do seu Reino acontecendo, dentro da Igreja Católica de Fortaleza, do Ceará, no Brasil e no mundo, a partir do lugar que me encontro e no trabalho que realizo”, testemunha.

Com espírito eclesial,  a coordenadora consegue, como boa tecelã da unidade que é, transitar, unir e dar visibilidade às mais diversas expressões eclesiais da Arquidiocese de Fortaleza. Diante dos enormes  desafios na comunicação Marta é otimista. “Sonho que padres também se interessem pelos cursos de Publicidade e Propaganda, Sistemas de Informação ou  Sistemas e Mídias Digitais. E, ainda que todas as paróquias tenham um profissional em Jornalismo”, socializa.

Marta Andrade Simpósio Arquidiocesano. Foto: arquivo pessoal.

Marta é um importante elo na vida eclesial e pastoral da Arquidiocese de Fortaleza. Com esforço hercúleo conseguiu fundar Pascons nas 9 Regiões Episcopais além de acompanhar e fomentar a formação dos grupos. Acompanha e coordena a parte de comunicação das grandes ações de evangelização a nível arquidiocesano como as Caminhadas penitencial e Com Maria. “Devota de São Paulo, Apóstolo, também  sou exigente, mas sei que não preciso ser perfeita, basta fazer com amor e por amor, pois quando faço com amor e por amor, eu certamente estarei fazendo o melhor que posso”, finaliza.

(*) Mulheres de Fé é um especial do Blog Ancoradouro sobre  mulheres que desempenham papel fundamental  na  Igreja.

Recomendado para você

1 comentário

  • Inês Prata Girao disse:

    Marta é um amor de pessoa. Nos mais de10 anos que passei na comunicação da Pastoral da Criança pude conhecê-lo e amar seu jeito afável e seu sonho de Pascom. Parabéns Marta!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 4 =