Blog do Vozão

O ataque é a melhor defesa?

269 40
Nem três, nem dois, Sérgio soares só usa um volante (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Nem três, nem dois, Sérgio soares só usa um volante (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

No ano de 2009 o Vozão ficou notabilizado pela forma como o time sempre atuava, com um forte sistema de marcação onde não tomar gols era o seu ponto forte. E essa forma de jogar perdurou por um bom tempo até a chegada de Vagner Mancini, isso no ano de 2011, quando o time passou a ter uma forma de jogar mais ofensiva, passando a marcar muitos gols, mas por outro lado acabava tomando bastante.

Diante de adversários menos qualificados, como por exemplo, nos jogos do Campeonato Cearense, o sistema funcionou muito bem, mas, veio a Série A e os adversários passaram a ter um nível muito mais elevado, o sistema ruiu e a demissão de Vagner Mancini foi inevitável. A temporada terminou com Dimas Filgueiras no comando, e acho que não preciso mais falar alguma coisa sobre a forma como o time passou a atuar.

Jogar com três volantes ou só com dois? Esse era o dilema após a passagem de Vagner Mancini. Esse questionamento durou até a chegada de Sérgio Soares, em 2013. Sob o comando de Sérgio Soares o Vozão passou a jogar de forma diferente, nem com três e nem com dois volantes, mas apenas com um. Os resultados até momento são os seguintes:

Em 2013, foram 22 jogos, com 12 vitórias, 5 derrotas e 5 empates; 41 gols marcados e 29 gols sofridos; com uma média de 1,86 gols marcados e 1,31 gols tomados por jogo, tendo um aproveitamento de 62,1.

Em 2014 já são 46 jogos, 25 vitórias, 6 derrotas e 15 empates; 85 gols marcados e 48 gols sofridos; com uma média de 1,84 gols marcados e 1,04 gols tomados por jogo, tendo um aproveitamento de 65,2.

No geral são 68 jogos, 37 vitórias, 11 derrotas e 20 empates; 126 gols marcados e 77 gols sofridos; com uma média de 1,85 gols marcados e 1,13 gols tomados por jogo, tendo um aproveitamento de 64,2.

Em termos de conquistas concretas tivemos apenas o campeonato cearense, mas, o fato de ter brigado pelo acesso até a última rodada na Série B em 2013, ter chegado a final da Copa do Nordeste em 2014 e ser líder da série B deste ano até o momento, também precisa ser levado em conta.

Atuando dessa forma temos conseguidos bons resultados até aqui, e se os adversários enfrentados não são de alto nível, pelo menos não são de nível tão baixo. É fato que o nosso ataque tem sido nossa melhor defesa. Então, que seja assim até o fim.

Pra cima deles Vozão!

Saudações Alvinegras!

40 Comentários

  • Vitor nobre disse:

    Acho que é possível jogar só com um volante,caso tivéssemos laterais que soubessem marcar,não é o caso,acho também que todos os adversários já sacaram e a grande maioria dos gols tomados são pelos lados.

  • Sávio Feitoza Vozão disse:

    Sou a favor do futebol jogado pra frente. Sei da importância de uma contenção segura que não sobrecarregue os zagueiros, mas um time que só se defende não conseguirá muito êxito. Na verdade o sistema de jogo depende do adversário, do valor da partida, do campeonato que se disputa. No momento atual do Vozão, acho que o SS tem tentado manter o ritmo de time avançado, pois só utiliza JM como marcador. Mas tem partidas que ele e os zagueiros ficam aperreados. Ricardinho, Eduardo e Nikão não têm cacoete de marcadores. Ainda aposto e gosto do sistema adotado pelo SS, time pra frente, mas acho que em alguns jogos ele deveria ser mais cauteloso. Se tivessemos dois laterais bem ativos no ataque, ele teria que repensar o sistema atual. Saudações Alvinegras

  • zé alvinegro - opinião disse:

    Caro Weiber e amigos, o jogo de sexta, na minha opinião, é um divisor de águas pro nosso time. Se vencermos, realmente estamos na briga pelo título da Série B. Se perdermos, acho que complicaremos um pouco nossa colocação, mas ainda assim estaremos brigando por uma vaga de acasso. O problema que vejo é que a Copa do Brasil prejudica nosso time, pelo cansaço físico. Perdemos 2 pontos preciosos contra o Boa, muito devido ao cansaço do jogo contra o Internacional. O problema é que estamos precisando de dinheiro e a Copa do Brasil dá uma boa grana por passagem de fase e uma grana melhor ainda de renda. Me lembro em 2011 (quando caímos), no primeiro jogo da Série A colocamos o time reserva porque iríamos disputar uma semi-final de Copa do Brasil contra o Curitiba. Com o time reserva perdemos pro Vasco. Com o time descansado, perdemos pro Curitiba. Ou seja, não avançamos na Copa do Brasil e os 3 pontos que perdemos no primeiro jogo da Série A poderia nos ter mantido na elite. Vou dar uma opinião aqui e sei que alguns vão discordar, mas futebol é assim mesmo: se eu fosse o SS, depois do jogo contra o Inter na quarta (13/08), pouparia alguns jogadores no jogo contra o Vasco no sábado (16/08), e prepararia o time para o jogo contra o ABC na terça (19/08). Penso asim, porque acho que é melhor garantir os 3 pontos aqui contra o ABC, do que arriscar e cansar o time contra o Vasco. Sei que o Ceará com o time titular tem condições de vencer o Vasco, mas acho que um jogo contra o Vasco é muito difícil, mesmo com o time completo. Por isso, pouparia jogadores como o Vicente, o J.Marcos e o Magnata, que já têm mais idade que os outros e deixaria eles para enfrentar o ABC, aqui em casa. Um abraço a todos!!!

  • Diego Costa disse:

    Prefiro assim, o time jogando pra frente, se puder escolher entre ser campeão na retranca ou ser campeão no ataque prefiro a segunda opção. Continuando assim vamos conquistar o acesso

  • MACIEL disse:

    Zé alvinegro, opiniões a parte, respeito a sua, cada jogo é uma decisão, nós temos plenas condições de enfrentar esse time falido do Vasco. e pra isso temos que ir como o time principal, com exceção do magnata, que precisa ser poupado, pois caiu muito o seu rendimento nos últimos jogos. estou acompanhando os jogos do time carioca e é um verdadeiro purgante, é o Douglas mais onze jogadores medianos, o goleiro no último jogo fechou o gol, não fosse isso tinha amargado mais uma derrota.
    Prefiro o time assim ofensivo, é bonito de se vê, o esquema funcionaria melhor se o SS não fosse tão teimoso, ele insiste em deixar aquele poste na frente, com essa fase de Magnata, temos um ataque praticamente inofensivo, não fosse a ótima fase do Nikão, estaríamos lá na outra ponta da tabela.
    Também acho normal o time tomar muitos gols, com apenas um volante, se o ataque não fizer, vai tudo por água abaixo.

    Saudações pretas e brancas!

  • Lucas Vozão disse:

    Concordo plenamente com o companheiro Zé Alvinegro. Acho que o Vicente está voltando a sua condição de craque, apoiando e cruzando em linha de fundo com bom aproveitamento, todavia vem correndo muito, em jogo por cima de jogo, o que convenhamos: não há ser humano que suporte tal ritmo. Nosso Magnata ano passado, quando descansado, rendia o dobro. J. Marcos, nosso “incansável” carregador- de- piano, assim como o Vicente, precisa de moderação.
    Nosso time é bom demais para ser, digamos assim, sacrificado quando desnecessário.
    VOZÃO na alma e no coração.

  • fernando oliveira disse:

    também concordo que a copa do brasil nos prejudica.
    um time do nordeste nao tem estrutura pra se manter bem em duas competicoes.
    vejam o sport que foi campeao da copa do brasil e caiu no mesmo ano. Coritiba foi pra final ganhando do Ceara na semi e logo depois caiu.
    vamos torcer pois pelo menos temos uma gordura para nos mantermos nas cabeças e o dinheiro que entrar é necessario para a saude do time.

  • fernando oliveira disse:

    claro que coritiba nao é do nordeste mas é um time que nao tem a estrutura dos grandes !!!

  • alberto t disse:

    Zé Alvinegro, concordo com sua opinião, só com um detalhe, ñ pouparia JM e sim Ricardinho ou Nikão juntamente com M.Alves e Vicente, JM é de ferro e mesmo assim já se poupou diante do boa, q tal?

  • Alex Sousa disse:

    Weiber você não acha que se o ceará se preocupar mais com a parte defensiva, irá perder um pouco de força no ataque?

    Acho que o equilíbrio é necessário em todos os setores.
    SA!

  • Bosco disse:

    Acho que pensar em título só nos atrapalha e nos sobre carrega.
    O projeto da diretoria, da comissão técnica e da torcida é o G4.
    Estamos nele.

    Não vamos pensar em título porque não projetamos isso. Vamos pensar numa das quatro vagas no G4. Mas se o título vier nós vamos comemora-lo.
    No entanto, a nossa luta, a nossa meta e obrigação é uma das quatro vagas do G4.

    Nosso projeto para 2014 foi ganhar o tetra, ganhar a copa dos campeões do estado, ir as finais da copa do Nordeste (fomos), e conquistar uma vaga no G4 da série B (estamos no G4 com folgas), para nos conduzir a elite do futebol brasileiro.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  • Bosco disse:

    A copa do Brasil só tem nos atrapalhado de disparar na série B porque temos muitos jogadores de bom nível técnico comprovado no estaleiro por messes a fio.

    Se todos tivesse se recuperado dentro do máximo de dez a vinte dias não sentiríamos tanto cansaço pelas duas competições.

    Mas futebol é assim mesmo.
    É o imponderável futebol clube colocando nossos jogadores no estaleiro. Imprevisível, que tanto pode vir para ajudar quanto para atrapalhar, o imponderavel reina no futebol. Como sempre falava em suas crônicas o grande jornalista e maior dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  • Ednardo Tauá disse:

    Sou a favor do time pegando em cima e jogando para frente. Futebol para mim hoje é condicionamento físico e pagamento em dia. Quem viu o futebol arte dos anos 80 viu, quem não viu, jamais verá. Esse negócio de 1 volante, 2 volantes, 2 meias, um meia é balela para boi dormir dos técnicos de futebol. Torcedor acredite futebol é dinheiro, pague em dia não e jogue com 1 ou dois volantes para ver se ganha. Então esqueçamos 1 ou 2 volantes, pagamento e condicionamento físico em dia e bola para frente!!! Aí eu acredito!!!

  • milton disse:

    CAROS ALVINEGROS, SOU A FAVOR QUE O CEARA PARTICIPE EM TODOS OS CAMPEONATOS
    QUE TEM DIREITO EM PARTICIPAR AFINAL DE CONTAS SOMOS UM TIME DE FUTEBOL e
    VIVEMOS E AS CUSTAS DE COMPETIÇÕES e AINDA MAIS A CB QUE NOS DAR UM BOM
    RETORNO FINANCEIRO e UMA GRANDE VISUALIDADE AGORA CLARO QUE TEM QUE SER
    BEM ADMINISTRADO PARA NÃO INTERFERI NO PRINCIPAL FOCO QUE e o ACESSO EX NO
    JOGO CONTRA O INTER SE FOR NOTADO QUE TEM JOGADORES QUE TEM QUE SER POUPADOS PELA APROXIMAÇÃO DO JOGO CONTRA O VASCO QUE ASSIM SEJA e se PASSARMOS PELO INTER BELEZA BOLA PRA FRENTE e MAIS UMA BOA GRANA.

  • Jesus disse:

    muito interessante o assunto desse post. lembrei do que li aqui depois da vitoria contra inter: jogando com somente um volante, temos chances de perder, mas as chances de ganhar sao muito maiores.

    “Pode ate perder, mas as chances de ganhar sao muito maiores.” isso pra mim RESUME tudo, sem entrar em longas explicacoes taticas de xyz.

  • Hamilton disse:

    Weiber só lembrando que foi o técnico Ricardinho quem começou colocando o time voltado para o ataque, depois contrataram o Bigodudo do Asa Leandro Campos (retranqueiro) que não aprovou e na minha opinião o Ceará só não subiu ano passado por causa dele. Então veio o melhor treinador do Ceará em todos os tempos com cursos de treinador na Europa (Alemanha e outro país) o grande Sérgio Soares, que foi muito feliz em colocar o Ricardinho em sua nova posição (antigo meia direita, como jogava o Socrátes só que o meia atual tem que marcar e jogar). O Sérgio Soares falou que é mais fácil ensinar um jogador técnico marcar do que um volante brucutu aprender a jogar bola.
    Zé Alvinegro tenha mais fé homi, independente do resultado de sexta-feira, o Vozão vai Lutar pelo Título da Série B, não chegamos nem na metade do campeonato e nós temos o melhor elenco. Vamos apoiar e fazer o Sócio Torcedor para crescermos cada vez mais, Bora Subir Vozão.

  • PIO JUNIOR - BIRITEIROS ALVINEGROS disse:

    Meu caro Weiber

    De bate pronto pra voce: Do que os amantes do futebol no planeta inteiro mais gosta?
    Opção A: GOL.
    Opção B: GOL
    Opção C: GOL.

    Cara não tem coisa melhor do que ver as redes balançando e a torcida delirando nas arquibancadas fazendo aquela festa linda que só quem tem sangue alvinegro e só quem tá no meio da gandaia sente de verdade.

    Por mim o Ceará pode levar 3 ou 4 gols todo jogo, mas que faça 4 ou 5 também e vença! Aqueles esquemas do PC Gusmão e do Leandro Campos de primeiro não levar, colocando o time cheios de volantes e zagueiros, para depois tentar fazer pelo menos um é cruel. Cruel para as coronárias, para os nervos de todos nós, que fazemos um esforço danado para comparecer aos jogos, querendo ver as redes balançar com os gols do Vozão.

    Na época desses treinadores, nós levamos dentro de casa aperto de times do quilate de um ASA, Paissandu, America de Natal e outros perebas.

    O time atual do alvinegro joga como a maioria esmagadora da torcida quer e gosta. Alem do mais, Sergio Soares não é bobo. O time pode até jogar com apenas JM de volante, mas ele grita a toda hora do banco mandando até o Bil marcar. Lembrem que diante do Inter semana passada, a nossa marcação sufocou o adversário ( time grande, diga-se) em seus domínios, vencemos a partida e quantos volantes nós tínhamos em campo? Apenas um: JM.

    Que DEUS, em sua infinita bondade, continue a iluminar a cabeça de Sergio Soares, mantendo esse time sempre no ataque. Quem quiser discordar de mim fique a vontade, mas antes, olhem os números desse time depois da chegada de SS ao comando do mais querido.

    Weiber, parabens pelo belo post! E eu, exalando otimismo e uma fé inabalável continuo dizendo: EU ACREDITOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!

    Saudações Alvinegras

  • Ricardo Sena disse:

    A melhor defesa é a melhor defesa. Não concordo com esse ditado de que o ataque é a melhor defesa. Exemplo: no 1º gol do Boa, quem tinha de fechar o lado direito na hora do cruzamento era o Marcos, jogador daquela posição, e não o Bill. Quem tinha de marcar o Karanga era o Sandro ou D. Ivo e não o Magno Alves.

    Também não concordo que enchendo o time de zagueiros e volantes iremos melhorar a marcação e diminuir os riscos de levar gols. Ao contrário, fazendo isso chamamos o adversário pra cima e a chance de levar um gol só faz aumentar.

    Agora, nesse futebol que é jogado nos tempos atuais, a melhor marcação se dá com uma boa OCUPAÇÃO DE ESPAÇOS. Foi o que fizemos no jogo contra o Inter, com apenas um volante de ofício.

  • George disse:

    Por mim o time pode tomar mil gols por partida. O que importa é o resultado. Hoje o Ceará é o lider. Existe algo errado nisso?

  • Angelo disse:

    Estou morando no interior, mas vou renovar meu socio torcedor.
    Temos que dar um suporte financeiro ao clube, mas temos que cobrar tambem da diretoria uma tomada de posicao com com ceryos come e dorme que ganham os tubos e nada produzem. O Sousa o Assisinho e outros deveriam pagar o tratamento que estao recebendo.
    NQuem adoece e vai para um hospital paga seu tratamento. No Ceara’ e’ o contrario: o jogador recebe salario para ser tratado. Pode um negocio desse?!

  • Odilon Santos disse:

    Caro Pio Junior,
    Parabéns por suas colocações! Concordo em tudo com você.
    O futebol que hoje joga o Ceará de SS, lembra-me o Ceará da minha infância, nos anos 70, quando o time jogava pra frente e não se intimidava com nenhum adversário. Este futebol do Ceará de antigamente foi o que me fez tornar-me torcedor do Vozão até hoje. Quanta saudade quando o Da Costa partia pra cima do lateral o jogo inteiro!

    Para os que acham que o nosso time joga com um volante, eu discordo. Na verdade, jogamos com o JM que é volante de ofício, mas o Ricardinho, faz a função de volante, muito bem diga-se de passagem, mesmo sem ser volante. O que importa é que a função seja cumprida, e não se o cara é, ou não, um volante nato.

    Sobre o Ricardinho, antes que eu esqueça, é disparado o melhor jogador de meio campo que o Ceará teve nas últimas décadas. Lembra-me muito o Carlos Alberto Borges, meia do Palmeiras, que com o passar do tempo passou a jogar de segundo volante, e de ótima passagem pelo Ceará.

    Alguém discorda?

  • zé alvinegro - opinião disse:

    Prezado Ednardo Tauá, você disse tudo: futebol, hoje, é pagar em dia e condicionamento físico. Concordo plenamente. Só temos de ter cuidado porque jogando na sexta em Goiânia, na quarta em Fortaleza, no sábado no Rio de Janeiro e na terça em Fortaleza, o cansaço vai chegar. Temos que saber administrar alguns jogadores. Caro Alberto t, quando falei do Vicente, J.Marcos e Magnata foi pensando no critério idade, já que o Ricardinho e o Nikão são jogadores mais novos, assim como o Eduardo. Nosso problema hoje é que para poupar jogadores, nós não temos substitutos à altura, devido às contusões que nos tiraram o Assisinho e o Leandro Brasília, além de o Michel estar sem condições e o Sousa sem vontade. Prezado Bosco, quando falo em disputar o título da Série B é pensando no seguinte: se brigarmos pelo título, no mínimo chegaremos em quarto. É isso. Amigo Maciel, também tenho acompanhado o Vasco e concordo com você: o time é fraco. Mas meu medo, Maciel, é entrar completo contra o Vasco e conseguir um empate (o que é normal e mais lógico) e depois contra o ABC na terça, devido ao cansaço, empatar o jogo, ou seja, ganhar 2 pontos nos dois jogos. Acharia melhor poupar contra o Vasco, mesmo perdendo o jogo, e ganhar do ABC, pois seriam 3 pontos, além de uma vitória a mais. Será que não seria melhor??? Lógico que tudo são suposições e futebol é um jogo. Mas vamos confiar no SS. Um abraço a todos!!!

  • Beto disse:

    Prezados, essa cantiga de que no dia que no dia que o ataque não funcionar a defesa vai entregar…e tal, era a mesma coisa se fosse o contrário, na época do PC era uma luta pra fazer um gol em compensação pra tomar era ainda mais difícil, resumo tinha a mesma cantiga…no dia que defesa não salvar o ataque não ajuda…e assim vai.
    Não entendo tanta celeuma, poxa o time é LÍDER, será que o SS está escalando errado!!?? Imagina se estivesse escalando certo….
    O CSC tem tomado gols muito por falha individual, como erro de passe gerando contra ataques, falha na marcação homem a homem e etc. A única melhora que vejo será o Samuel voltar, pois reforça a marcação.
    Só temos o JM de volante, porém o Ricardinho corre barbaridade o jogo todo, fecha muito bem os espaços, o Eduardo também ajuda muito o lado esquerdo com o Vicente.
    Se continuar assim até o final do ano estarei comemorando o acesso em dezembro, disso eu tenho é certeza.
    SA!

  • Marcelo Araujo disse:

    Sinceramente, é um pouco complicado falar uma opinião, isso por que o sonho de todos nós é de ver um dia o Ceará campeão de um título nacional. Lembro que em 2011, tínhamos um bom time, que na minha opinião permaneceria na série A. Se analizarmos, naquele ano o time disputou várias competições importantes como a Copa do Brasil, Sul-Americana e Brasileirão série A, mas não tínhamos elenco, e hoje vejo da mesma maneira. Temos um bom time, pena que não temos elenco. Concordo em algumas partes com o nosso amigo Zé Alvinegro, só não concordo em poupar jogadores para esses dois próximos confrontos. Até por que Atl.Goianiense e Vasco estão no bolo pelo acesso. Fico na torcida pelo o que a comissão técnica vem fazendo, pois até aqui tudo vem dando certo. Que Deus nos abençõe e no final de tudo venha a ser só alegria para o meu Vozão.

  • PIO JUNIOR - BIRITEIROS ALVINEGROS disse:

    Meu caro Odilon Santos

    Obrigado por suas palavras e acrescento dizendo que acompanho o alvinegro desde 1971 e na década de 70 despontou o melhor volante que já tivemos, o grande Edmar. O cara tinha um pulmão de aço e era chamado de carregador de piano de tanta saúde. Na minha modesta opinião, um dos melhores volantes do futebol brasileiro até hoje.

    Edmar declarou no livro: Ceará, Um Retrato em Preto e Branco que tomava de conta sozinho daquela parte do campo, marcando, dando combate e mandava os meias jogar. E olha os meias com quem Edmar jogou, só para citar alguns: Erasmo, Amilton Melo, Zé Eduardo, Serginho Amizade, Luciano Oliveira, Magela, Samuel e outros craques inesquecíveis.

    Eu quero o mais querido jogando sempre pra frente, pra cima, para tentar vencer, não importa quem seja o adversário.

    Saudações Alvinegras!

  • antonio disse:

    Bela matéria do O POVO sobre relacionamento do torcedor com o clube, ou seja, quando o time vai além e se transforma em clube para o benefício mútuo entre clube e torcedor. O exemplo vem de perto, do Sport.

  • CLÁUDIO CEARÁ disse:

    No fim, o que interessa é o resultado!
    O PC Gusmão tornou-se ídolo por aqui com um sistema defensivo, quando saiu o time era líder da série A, era quase imbatível, respeitado por todos, dava gosto ver as atuações do JM e do Michel.
    O grande SS vai por outro caminho, tem outro esquema, privilegia o ataque em detrimento da parte defensiva (os números mostram, somos líderes com uma das defesas mais vazadas), da gosto ver o time partir pra cima de grandes, como o Inter em Porto Alegre, sem ficar só se defendendo.
    São estilos diferentes, mas como disse, o que importa é o resultado.
    Está mais do que provado que o condicionamento físico é essencial para se ter um time competitivo, por isso os times investem em bons preparadores físicos. Antes do início dos campeonatos todo mundo sabe o que vai e o que pode acontecer, por isso se fala em planejamento, para depois não ficar com desculpas de que o time está enfrentando uma maratona, ninguém é apanhado de surpresa, no início do ano sabíamos o que enfrentaríamos na semana passada. Planejamento é a palavrinha mágica.
    Minha opinião é jogar com o time titular e fazer substituição quando o jogador “pregar”. Para isso é preciso ter elenco, e como, dizem por aqui, nosso elenco é o melhor da série B, então …

    Saudações alvinegras!

  • Bosco disse:

    Weiber explica para as pessoas que nunca jogamos com um só volante. Nossos volantes são João Marcos e Ricardinho. Agora se algumas pessoas acham que craque não pode ser chamado de volante, só quem pode ser chamado de volante é um brucutu é outro problema.

    Ricardinho foi colocado de volante ainda no tempo do gaúcho do bigodão. Ele jogou bem, marca e desarma bem e por isso deu uma entrevista ainda naquele tempo dizendo que se adaptou bem e quer permanecer na posição de volante elo resto da sua carreira.

    Se os apaixonados por brucutus não gostam do volante Ricardinho, acham que o João Marcos precisa de um “pegador” (brucutu) ao lado dele é outra coisa. Há inúmeos clubes de série A loucos por um volante do nível do Ricardinho.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

    Bosco, quando se fala em VOLANTES, entenda-se como volante de origem.
    SA!

  • Temos elenco para disputar bem as duas competicoes, entretanto o estaleiro DM deve ser uma maravilha, ninguem quer sair de la. Sem encalhes como esse sanguessuga chamado Souza nao teriamos problemas em reverzar jogadores desgastados…..mas sustentamos varios aposentados, ai fica apertado.

  • Enio Azevedo - ST disse:

    Penso que está havendo um ótimo casamento no Ceará como houve em 2009 e início de 2010. Nesses anos, o casamento de um treinador defensivo, PC Gusmão, com ótimos jogadores de marcação, inclusive com jogadores da linha de frente que também marcavam bem, como o artilheiro alvinegro com 13 gols, Geraldo.

    No 2º semestre de 2013 e este ano, tivemos grande sintonia entre treinador impetuoso e bons jogadores ofensivos. Este tipo de combinação esquemática é fundamental e, para mim, explica porque um treinador vai muito bem num time e noutro não.

    Respeito a opinião dos críticos que querem um volante a mais, mas os bons números atuais são irrefutáveis. Segundo a Wikipédia, em 69 jogos (uma partida a mais que o levantamento do Weiber, talvez seja aquele jogo contra o Barbalha) no comando alvinegro, SS obteve 39 vitórias e APENAS 11 derrotas. Virou coisa do passado a tal “síndrome da cancela”. E a vitória não casual sobre o Internacional em Porto Alegre, onde o Ceará dominou as ações contra um dos melhores times do Brasil, atual 3º lugar na série A a 4 pontos do líder, e onde seu sistema defensivo foi um dos pontos fortes, comprovam que estamos no caminho correto. Para diminuir os gols tomados pelas laterais, em vez de desfalcar um homem da linha de frente para pôr mais um volante, eu forçava o lateral esquerdo a dar combate, ou o trocaria. Na LD, o retorno do titular pode resolver.

    Times pequenos quando enfretam times grandes não têm outra alternativa a não ser jogar no contra-ataque. Quando conseguem vencer, mas perderiam 19 em 20, aparece gente para dizer que o treinador do time pequeno deu um nó tático do adversário. Balela! Ele fez apenas o que manda a cartilha, e fez certo, pois não há alternativa, tentar enfrentar de igual para igual seria perder de goleada. O problema é quando times grandes e médios fazem isso, muitas vezes enfrentando times menores. E o futebol se apequena.

    Mesmo alcançando resultados idênticos, dá muito mais orgulho ver o Ceará jogando hoje do que em 2009. Mas penso que alçaremos voos mais altos.

    Por último, concordo com o Odilon, o Ricardinho joga como volante (se o jogo tiver fácil, ele sobe para a meia) e é um dos melhores volantes do Brasil, estando entre os melhores meias da história do Ceará.

    Saudações alvinegras, tetras, centenárias e líderes!

    Ênio, nas minhas anotações são 68 jogos contando com o jogo contra o Barbalha. 22 jogos na Série B de 2013, 14 jogos na Série B desse ano, 12 jogos na Copa do Nordeste, 14 no Cearense, 5 na Copa do Brasil e um contra o Barbalha. Talvez estejam contando com o jogo treino contra o Maguary.
    SA!

  • Enio Azevedo - ST disse:

    Quanto à questão de poupar ou não jogadores da Copa do Brasil para a série B, penso que a prioridade absoluta é a série B, e a diretoria também já expressou isso. Mas isso não significa que precisemos poupar jogadores. Já postei diversos links sobre fisiologia e educação física em que os profissionais afirmam que os atletas precisam de 72 horas (alguns falam em 66 horas) para se recuperarem de um grande esforço físico (lá vai outro: http://www.wallstreetfitness.com.br/fique_por_dentro/artigo/679/a-importancia-do-repouso-apos-a-atividade-fisica/). É o tempo em que o músculo, desfigurado pelo grande esforço, leva para se regenerar por inteiro. Não é por acaso que o Regulamento Geral das Competições da CBF (http://cdn.cbf.com.br/content/201312/1485364923.pdf) reza no art. 25 “Clubes e atletas profissionais não poderão, como regra geral, disputar partida sem observar o intervalo mínimo de sessenta e seis (66) horas”.

    Ano passado, coincidentemente, quando o Ceará descansou no meio da semana ele perdeu, aconteceu contra América/RN, Palmeiras, Joinville, entre os que me lembro (quem quiser conferir: http://www.pe.superesportes.com.br/campeonatos/2013/brasileiro/serie-b/partidas_299/).

    Claro que existe também o cansaço mental de longas viagens, aeroportos, concentrações etc. E claro que também há variações com relação ao início/meio/fim de temporada (devido à Copa do Mundo, penso que estamos no início novamente) e das condições de cada atleta. Neste momento, vejo algo estranho no Ceará: ano passado, o departamento de fisiologia do Ceará afirmou que o Magno Alves, devido à idade, precisaria descansar uma partida a cada três. Este ano ele está um ano mais velho e a determinação acabou?

    Diante de tudo que escrevi, sou a favor de mandar os titulares para todos os jogos. Caso algum jogador precise ser poupado, que seja pela Copa do Brasil. Assim, pouparia o Magno Alves no jogo contra o Ínter, até porque será um jogo de muita marcação por parte do Ceará, coisa que o Magno Alves não tem condições de fazer.

    Saudações alvinegras, tetras, centenárias e líderes!

  • alberto t disse:

    Respeito a opinião de cada um, como também posso discordar de qualquer um, como faço muitas discordâncias de treinadores de qual quilate for, mas como são tantas as opiniões em poupar ou não poupar jogadores, mas em todas a q mais me convenceu e repito, foi a do ZÉ ALVINEGRO, ñ pouparia ninguém contra o atl e ínter, agora contra o vasco, aí pouparia sim e ía com tudo prá cima do abc, novamente 04 jogos pesados em 09 dias, é mole? com 02 viagens de idas e retornos, mas é difícil, a torcida ñ quer nem saber, quer ganhar e pronto, seja o q Deus quiser.

  • Bosco disse:

    Weiber;
    Bota todos os volantes de origem do Ceará e ver se tem algum que barre o Ricardinho no tocante a desarme, marcação e roubo de bola. Nem falo em saída de bola. Falo em desarme mesmo e capacidade de marcação. Se perdem nesse quesito imagina nos outros.

    O Ricardinho só foi colocado inicialmente de meia por causa da sua habilidade técnica para agredir e o ótimo passe. Treinadores da base não botam jogadores hábeis de volante. Para ser volante tem que ser um brucutu batedor a moda Guto. Ou como foi o Dunga antigamente para se dar um exemplo de verdade como era no passado.

    Mas esse tempo já passou.
    Zagueiros e volantes de hoje tem que saber sair jogando, saber puxar um contra ataque com categoria e rapidez e caso chegue de surpresa na área tem que finalizar como se um atacante fosse.

    Acabou aquela história de dizer que o zagueiro ou o volante perdeu o gol feito porque não teve a técnica (ou o cacoete) de um atacante de área para saber finalizar com sucesso.

    O mesmo tem que acontecer com o atacante moderno. Tem que saber marcar, saber roubar e saber dá início um contra ataque além de finalizar que é a especialidade principal de um atacante.

    Ser volante de origem, não significa ser melhor do que um jogador de auto nível que se encontrou no futebol ao ser escalado na posição de volante.

    PIAZA, meio campista de muito talento do Cruzeiro foi colocado de zagueiro na melhor seleção brasileira da história do nosso futebol, a de setenta. Foi um sucesso.

    EVERALDO, lateral esquerdo de grande capacidade técnica do Grêmio foi colocado de terceiro zagueiro pela esquerda nessa mesma seleção e saiu-se melhor que qualquer outro dos convocados que eram originalmente zagueiros.

    HAROLDO CASTELO BRANCO, Jovem tenente do exército, atacante do for D foi artilheiro cearense em 1962. Teve um jogo contra o Gentilândia que ele fez sete gols, disseram que houve marmelada para ele passar o Gildo.

    Pois é, ele chegou a fazer dupla de ataque com o Gildo na seleção cearense, mas teve que sair para dar lugar ao Mozart. Botaram o Haroldo de volante e ele tomou conta da posição. Depois ele foi transferido para servir no Rio e quando retornou ao nosso futebol como capitão do exército ele jogou de primeiro volante pelo Ceará.

    LUCIANO FROTA, meia atacante do antigo América e considerado o melhor jogador de futsal da América do Sul foi transferido para o for D, jogou como meia atacante, fez sucesso, mas pediu para ser testado de zagueiro central, tornou-se um dos maiores zagueiros da carniça. Fez dupla com o Zé Paulo.

    Ser volante ou zagueiro desde o juvenil não significa ser melhor ou mais confiável do que o jogador que veio de outra posição para depois ser zagueiro ou volante. Pelo contrário. Os bons exemplos são muitos, por isso é que eu insisto em dizer que jogamos com os dois melhores volantes do nordeste e não só com um como muitos cantam aqui no blog do Vozão todos os dias.

    Saudações MAIS QUERIDAS.

  • Vitor nobre disse:

    O futebol eterniza muitas bobagens,uma delas é a que se diz “tal time joga da mesma forma,tanto em casa quanto fora”,se fizer isso estará exercendo a plenitude da burrice,nem o barcelona no alge jogava da mesma forma,não confundir atitude de jogo com forma de jogar,em casa faz-se marcação alta,fora conpacta-se as linhas e ataca-na mesma proporção que se é atacado, a grande diferença do futebol é exatamente a intensidade,e no Brasil hoje só é praticada quando um time perde um jogador por expulção e os outros nove passam a ocupar espaços,a conpactar as linhas,esse é o grande desafio dos técnicos brasileiros e dos preparadoes físicos.

  • Mainha disse:

    O Sergio Soares é o técnico, tem o elenco na mão, estamos na liderança. Pra que mudar ?

  • André Lima disse:

    Falando em números, Vale lembrar que faltam 24 partidas e se vencermos 12, o que representaria um aproveitamento de apenas 50%, ainda assim chegaríamos ao acesso no final do ano.

  • BOCA disse:

    So digo uma coisa nesses últimos o ceara passava quase um ano sem ganhar fora de casa. Esse ano não sei os números exatos já ganhou mais do que empatou e perdeu. Não tenho mais nada a dizer. Ou melhor só uma coisa, que Sérgio Soares fique mais 20 anos no Ceará.

  • André Lima disse:

    Segue link de otima reportagem sobre nosso Ceará, creditos ao reporter Alexandre Alliatti que diferente da imprensa local, sabe enchegar e valorisar pontos positivos de quem quer trabalhar correto.

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/ceara/noticia/2014/08/o-futuro-aos-100-anos-ceara-cresce-ja-colhe-resultados-e-sonha-alto.html

  • Bfontenele disse:

    Caro André Lima, excelente a reportagem, obrigado meu irmão por ter me mostrado como o Vovô pode ser enaltecido por gente de fora, já que os da terrinha só fazem é criticar e endeusar o rival.
    Saudações alvinegras para todos.

  • OLIVAR disse:

    SEM SOMBRA DE DÚVIDAS É BEM MELHOR JOGAR NO ATAQUE. INDEPENDENTE DOS NÚMEROS, QUE, COMO DIZEM, NÃO MENTEM JAMAIS SOU A FAVOR DO TIME QUE JOGA PRA FRENTE, BUSCANDO A VITÓRIA INCESSANTEMENTE. ESSE DE NEGÓCIO DE JOGAR COM TRÊS ZAGUEIROS E TRÊS VOLANTES, NUMA RETRANCA DESGRAÇADA, É NEGÓCIO DE TREINADOR SAFADO, COVARDE, QUE QUER MANTER O EMPREGO A QUALQUER CUSTO, JOGANDO ATRÁS.
    PODE ATÉ NÃO PERDER, MAS TAMBÉM NÃO GANHA DE NINGUÉM.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *