Cinema às 8

Dica do fim de semana – Cinema às 20 horas

Para esse fim de semana, o desafio é sair de casa. Nada de drops da Netflix e uma oportunidade de se afundar ainda mais no sofá. A proposta é ir para as ruas de Fortaleza e, como sempre, encarar um cinema — às 8h, para ser preciso.

O Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco traz duas pré-estreias imperdíveis para esse fim de semana. E o blog quase se sente homenageado pelo o horário de exibição: sábado e domingo, às 20 horas (ou oito da noite, para os íntimos).

"Estranhos no Paraíso"

“Estranhos no Paraíso”

A sessão cinéfila começa amanhã com a exibição do clássico moderno “Estranhos do Paraíso” (1984), do fodão do cinema independente norte-americano Jim Jarmusch. Para quem não conhece, esse é o filme que projetou o cineasta internacionalmente, arrebatando a Câmera de Ouro no Festival de Cannes. O longa chega em cópia restaurada DCP 2K e conta a história de Willie, um imigrante húngaro que vive em Nova York. Um ano após receber muito mal uma prima de Budapeste, ele e seu melhor amigo, Eddie, decidem fazer uma viagem de Cleveland a Miami junto a Eva.

Para quem não conhece Jarmursch (conheça), ele é o responsável por obras como “Sobre Café e Cigarros” (curtas e longa), “Flores Partidas” (2005) e “Amantes Eternos” (2013) — um dos meus favoritos de dito ano. “Paterson”, filme mais recente do diretor, está em exibição durante a 41ª Mostra de SP (São Paulo, no caso).

Cena originalmente de "Os Herdeiros", de Carlos Diegues, agora em "Cinema Novo"

Cena originalmente de “Os Herdeiros”, de Carlos Diegues, agora em “Cinema Novo”

Já no domingo, é a vez de um dos filmes brasileiros mais premiados do ano. Não, não é “Aquarius”, que segue em cartaz, mas sim o documentário “Cinema Novo”, de Eryk Rocha. Vencedor do “Olho de Ouro” em Cannes, o doc aborda um dos principais movimentos cinematográficos da América Latina (e, por que não, do mundo), juntando fragmentos de filmes e pensamentos. Perpassando temas como política, criação e pensamento social brasileiro, o documentário foi tecido por Eryk Rocha – não coincidentemente filho de Glauber Rocha.

Então, resumidamente, fica assim. Sábado, 20 horas, “Estranhos no Paraíso”, do Jim Jarmursch. Domingo, 20 horas, “Cinema Novo”, do Eryk Rocha. Vamo lotar?

Programação no Cinema do Dragão – Fundação 2
Sábado, 20 horas – Estranhos no Paraíso (EUA, 1984), de Jim Jarmursch. Comédia/Drama.
Domingo, 20 horas – Cinema Novo (BRA, 2016), de Eryk Rocha. Documentário.

Recomendado para você