Clube da Luta

Shogun nega aposentadoria e projeta melhora: “quero ainda muitas vitórias e me tornar campeão mundial de novo”

Shogun perdeu a 2ª seguida no UFC. Foto: UFC/Divulgação

Shogun perdeu a 2ª seguida no UFC. Foto: UFC/Divulgação

Mauricio Shogun sofreu duas derrotas seguidas pela primeira vez na sua carreira. A finalização ainda no primeiro round surpreendeu a todos que acompanharam o UFC: Shogun x Sonnen, no último sábado (17). O brasileiro comentou sua atuação, disse não cogitar aposentadoria e relevou que manterá sua equipe de treinamento para as próximas lutas.

Shogun falou sobre o seu desempenho durante a luta e comentou a postura de Sonnen no combate. “Sou um cara muito competitivo, que odeia ser derrotado. Sei que fiz tudo o que deveria ter feito na preparação, mas o Sonnen foi melhor na luta, méritos dele. Infelizmente, na luta, a gente tem que esperar muito para dar a volta por cima. No futebol, você perde domingo e vence na quarta-feira que está tudo bem. Vou voltar para casa, ver o que deu errado na luta e treinar muito para esse erro não se repetir”.

Aos 31 anos, o brasileiro garantiu não pensar em aposentadoria. “Tenho 11 anos de carreira no MMA/Vale-Tudo e sou realizado como atleta, ganhei tudo o que sempre quis. Quero ainda muitas vitórias e me tornar campeão mundial de novo. Quem decide quando vou parar sou eu, mais ninguém. Graças a Deus, sou estabilizado financeiramente e hoje luto por amor”.

Shogun, que treinou com nomes como Freddie Roache e Renato Babalu, decidiu que vai manter sua equipe para os próximos desafios no UFC. “O Mauricio investiu muito nesse camp, treinou com os melhores, foi para os Estados Unidos para aprender novas técnicas, então decidimos por manter a mesma base”, disse Leonardo Salomão, que ao lado de Lucas Pires gerencia a carreira do lutador.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *