Clube da Luta

Max Holloway nocauteia José Aldo no Rio de Janeiro e é o novo campeão absoluto dos pesos-penas do UFC

Holloway festeja a vitória na casa do adversário. Foto: UFC/Divulgação

De forma dramática, José Aldo viu, pela segunda vez, seu reinado na categoria dos pesos-penas do UFC chegar ao fim. Dessa vez, o algoz foi o americano Max Holloway, novo campeão absoluto dos pesos-penas do Ultimate.

Lutando na casa do adversário e com toda a torcida contra, Holloway mostrou coração e talento para derrotar o brasileiro por nocaute técnico no 3º round, na luta principal do UFC 212, realizado na noite do último sábado, 3, no Rio de Janeiro.

Com o resultado, o Brasil passa agora a ter apenas um campeão (Amanda Nunes, dona do cinturão dos pesos-galos feminino) em 11 categorias no UFC. Um dos piores momentos do MMA brasileiro em mais de 20 anos de organização.

A LUTA

A noite parecia ser do brasileiro. Aldo teve um início empolgante e conectou uma sequência de golpes em pé no 1ºround e, com um pouco mais de pressão, poderia ter vencido por nocaute no 1º round. No 2º round, o combate ficou equilibrado, onde os dois lutadores alternaram bons momentos em um combate que se desenvolvia em pé. No 3° e último round, o americano foi ganhando confiança e, aos poucos, castigando o adversário. Apesar combinar dois socos que levaram Aldo ao chão.

O brasileiro ainda mostrou coração ao suportar por quase dois minutos as investidas de Holloway batendo de cima pra baixo. Combalido, Aldo foi aos poucos tendo o seu gás minado, enquanto o americano seguia batendo forte, até a paralisação do juiz, decretando sua vitória por nocaute técnico.

Aos 29 anos, José Aldo amarga sua segunda derrota na organização e deixa de ser o campeão linear dos pesos-penas. O primeiro revés foi para Conor McGregor em dezembro de 2015, quando foi nocauteado e deixou escapar, pela 1ª vez, o título da divisão, que, até então, só tinha ele como campeão. Aldo não deu entrevista após o combate e deixou o futuro em aberto. Já Holloway chega ao topo da divisão aos 25 anos e conta com uma histórico recente invejável: 11 vitórias seguidas dos pesos-penas.

VEJA TAMBÉM

Sucuri mostrou clara superioridade na trocação. Foto: DHAVID NORMANDO/AGÊNCIA ESTADO (VIA O POVO)

Cearense Viviane Sucuri vence sua luta no UFC 212 e segue invicta no MMA profissional

Confira o resultado de todas as lutas do UFC 212:

Card Principal
Max Holloway derrotou José Aldo por nocaute técnico no 3° round
Claudinha Gadelha finalizou Karolina Kowalkiewicz com um mata-leão no 1° round
Vitor Belfort derrotou Nate Marquardt por decisão unânime dos jurados
Paulo Borrachinha derrotou Oluwale Bamgbose por nocaute técnico no 2° round
Yancy Medeiros derrotou Erick Silva por nocaute técnico no 1° round

Card Preliminar
Raphael Assunção derrotou Marlon Moraes por decisão dividida dos jurados
Antônio Cara de Sapato finalizou Eric Spicely com um mata-leão no 2° round
Mathew Lopez derrotou Johnny Eduardo por nocaute técnico no 1° round
Brian Kelleher finalizou Iuri Marajó com uma guilhotina no 1° round
Viviane Sucuri derrotou Jamie Moyle por decisão unânime dos jurados
Luan Chagas finalizou Jim Wallhead com um mata-leão no 2° round
Deiveson Alcântara derrotou Marco Beltrán por nocaute técnico no 2° round

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *