Corremah!

Sustos em treinamentos ou corridas. Você já passou por algum?

Fortaleza, 21/10/2020 – Quem nunca teve de dar aquele sprint motivacional inesperado em um treino ou corrida, após alguns cachorrinhos lhe darem um incentivo extra no caminho? Particularmente, já passeie por esta situação algumas vezes nos últimos 20 e poucos anos de corridas, mas este caso registrado em vídeo recentemente, viralizou nas redes sociais, e foi assustador!!!

Neste vídeo, o norte-americano, Kyle Burgess (26), resolveu fazer o seu treino no último sábado (10), e o local escolhido foi uma trilha isolada no Parque Slate Canyon / Utah / EUA. Tudo estava normal, até que uma mamãe puma (onça suçuarana brasileira), resolveu defender o seu território, que tinha alguns filhotes por perto. Foram 6 minutos de perseguição, mas que pareceram terem sido bem mais.

Vejam acima o vídeo original publicado por Kyle Burgess. Vale a pena assistir até o final.

Em relação ao ocorrido com Kyle Burgess, observei alguns comentários de especialistas na internet, e para muitos, a atitude do rapaz foi correta, embora não sejam uma regra para todas as situações de perigo com animais. Neste caso: recuar sem correr; gritar – fazer barulho; manter-se de pé mostrando ser maior que o felino… ajudaram o rapaz, mas a sorte também esteve com ele, pois se a puma quisesse realmente atacar, teria feito. Por outro lado, um erro também foi comentado: correr sozinho em locais isolados! Quem nunca fez isso? Eu mesmo!

No entanto, salvo as devidas proporções, esses sustos são mais comuns do que imaginamos em nossas corridas e treinamentos, sejam em trilhas, ou até mesmo em ambiente urbano. Como exemplo, cito abaixo alguns casos que já aconteceram comigo, e outros que presenciei.

 

# Em 2017, resolvi fazer um treino diferente com amigos na Praia Porto das Dunas, estavam comigo, Cláudio Vieira e Murilo Gomes. No começo, foi tudo bem tranquilo naquele final de tarde, até que percebemos 4 ou 5 cachorros de pescadores correndo em nossa direção. O susto foi grande, e os cachorros só saíram depois que o dono dos cães assoviou ao longe.

# Em outra ocasião, estávamos participando de uma corrida cross na Praia do Futuro, e parte do percurso passava por uma rua bem tranquila. De repente, observo que uma das casas estava com o portão da garagem apenas encostado, e havia um cachorro solto na casa. Parei de correr, caminhei um pouco, e só voltei a correr uns 200 metros depois, após informar ao staff o ocorrido. Ele saiu rapidamente de moto até o local, falou com as pessoas da casa, e creio que assim a corrida ficou mais segura para todos nós naquele dia.

# Em outros dois episódios, mais inusitados, mas também perigosos, vi um burro (jumento), assustar-se com a multidão correndo. O animal estava preso, mas saiu correndo, “como se diz no vocabulário popular cearense” – desembestado… arrastando uma corda presa ao pescoço e um pedaço de tronco de madeira. Imaginem se ele vai em direção aos corredores?

# Em outros episódios com abelhas, fui atacado por duas ou três e levei algumas ferroadas, mas sem grandes consequências; em outra vez foram abelhas (Arapuã – sem ferrões), elas enroscaram-se em meus cabelos, e para saírem dão muito trabalho.

# Por último, certo dia resolvi fazer um treino no Aterro da Praia de Iracema, e ao longe, percebi que um rapaz estava sentado na areia, com um pitbull ao seu lado. O rapaz estava fumando, bem tranquilo e concentrado, e o cachorro, embora com corrente no pescoço, estava solto, pois as duas mãos do rapaz estavam bem ocupadas com o cigarro. O cãozinho ficou me olhando, olhando… até que comecei a caminhar e afastar-me. Depois, mudei o caminho e continuei o meu treino. Outro susto!

E você, já passou por algum susto correndo ou treinando?

 

SEGURANÇA EM NOSSAS CORRIDAS:

Sobre as nossas corridas de rua, embora as ruas e avenidas estejam sempre “isoladas” no dia do evento – ou deveriam estar… sempre precisamos estar bem atentos a imprevistos no percurso, principalmente em relação ao trânsito. Particularmente, evito correr e pedalar utilizando fones de ouvido – existem exceções… pois nos segundos que podem anteceder um acidente – atropelamento, os seus reflexos precisam estar bem aguçados, principalmente o auditivo e visual. Falo isso, porquê já presenciei o atropelamento de um ciclista na Av. Washington Soares, exatamente porquê o jovem estava ouvindo música no momento.

Observem também, que algumas de nossas corridas de rua agregam um seguro de vida “pontual”, na sua inscrição. Este seguro costuma ser simples, de baixo custo, mas pelo menos o atleta poderá ter algum tipo de cobertura no caso de um acidente mais grave naquele dia. Fora isso, a maior segurança que temos são os nossos cuidados pessoais, ou termos um seguro de vida particular – anual, mas pelo que já observei, poucos possuem.

 

DICAS DE SEGURANÇA:

1. Evitem sair para correr sozinho em locais isolados.
2. Avisem parentes ou amigos sobre o seu local e horários de treinos.
3. Aumente os cuidados ao sair para correr ou pedalar muito cedo ou a noite.
4. Porte com você: documento pessoal, ou anotação com fones de contato e tipo sanguíneo.
5. Compartilhe a sua localização em tempo real, o próprio whatsapp pode fazer isso.

6. Em nossas corridas, além do cadastro pessoal da inscrição, observem que alguns números de peito possuem um cadastro a ser preenchido no verso: nome, fones de contato, tipo sanguíneo, fatores alérgicos, uso de remédios, etc… Esses dados são pessoais e de suma importância, principalmente se você estiver correndo em outra cidade ou país, distante de amigos e familiares.

7. Ainda em relação as nossas corridas e ao tópico anterior… evitem correr com inscrições de terceiros – repasse, pois além dos problemas causados na classificação final, (caso os dados não sejam alterados oficialmente antes da corrida), se acontecer algum problema médico com você (atendimento urgente), os dados que serão utilizados serão os que constam na inscrição, ou seja, não serão os seus, e isso poderá ser fatal.

 

Por enquanto, vamos continuar treinando com os devidos cuidados nesta época de pandemia, além de estarmos sempre atentos: ao trânsito, assaltos, e até mesmo com alguns animais.

Bons treinos a todos!
Em breve nos encontraremos, se Deus quiser!

 

Acompanhem as nossas publicações, site e redes sociais: www.portaldocorredor.com.br

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *