Discografia

Forró, xote e baião para dançar agarradinho

303 4

Por Domitila Andrade (domitilaandrade@opovo.com.br)

A flor vermelha mais perfumosa e icônica da Paraíba chega mais uma vez a Fortaleza. Conhecida pelo resgate da cultura sertaneja, prezando pela gravação de compositores nordestinos e de canções carregadas de ritmos e temáticas regionais, Elba Ramalho faz uma apresentação hoje (11), a partir das 22 horas, no Kukukaya.

Como a casa pede, no show Elba apresentará um repertório com forró, xote e baião, para os casais, além de apreciarem a famosa performance da cantora, dançarem um arrasta-pé. O show, com abertura de Zé de Manu, terá a participação especial do músico e compositor cearense Chico Pessoa. No repertório sucessos conhecidos do público como Anunciação, de Alceu Valença, De Volta pro Meu Aconchego, de Dominguinhos e Nando Cordel, e Ai que Saudade de Ocê, de Vital Farias.

A novidade do show fica por conta da mais nova gravação de Elba, a canção Todo o Sentimento, composição de Chico Buarque. A cantora, desde sua participação na Ópera do Malandro (1978), mantém laços estreitos com o compositor carioca e regrava vários de seus sucessos. Desta vez, Elba faz sua interpretação de Todo o Sentimento a pedido do diretor Jayme Monjardim, para fazer parte da trilha sonora da novela das seis A Vida da Gente.

A cantora já ganhou dois Grammy Latinos, maior prêmio para a música latina, na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras – Regional por seus discos Balaio de Amor e Qual o assunto que mais lhe interessa?. Este ano, Elba foi mais uma vez indicada na mesma categoria pelo terceiro disco consecutivo com Marco Zero ao Vivo.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=BE8Uw6Xcqqo[/youtube]

DISCOGRAFIA – Como foi a ideia de gravar “Todo o Sentimento”?
Elba Ramalho –
Bom, o Jayme Monjardim é meu amigo e me pediu uma música pra novela. Mas era uma coisa sem pressa. Ele disse ”Vai ouvindo e a gente decide”. Um dia, o diretor musical da Globo me ligou e perguntou se a musica estava pronta. Eu disse que estava, mas nem estava não. Peguei a Todo o sentimento porque ela e Mil perdões eu já cantava nos shows. Eu sabia que ia ser o tiro certo. Eu gravei correndo, fiz o arranjo e mandei pro Jayme e ele me ligou emocionadissimo, dizendo: “Era exatamente isso que eu queria, já está na trilha”.
 
DISCOGRAFIA – Me conta um pouco sobre a tua relação com o Chico.
Elba Ramalho –
  A gente não é uma coisa que a gente se vê todo dia, porque o Chico é muito ocupado. Mas a gente sempre se fala.
 
DISCOGRAFIA – E a ideia de gravar um CD com canções dele, já tem uma data de lançamento?
Elba Ramalho –
Em agosto de 2012. Eu tava vendo uma gravação dele falando com tanto carinho de mim, foi uma emoção. E pra mim é uma responsabilidade imensa porque ele é o maior compositor do mundo. Gravar ele vai ser lindo, o que a gente tem pronto está ficando muito bom.
 
DISCOGRAFIA – No início da carreira você ficou conhecida pela performance eletrizante nos palcos, como é manter isso com o passar dos anos?
Elba Ramalho –
Eu cuido da alimentação, vou para academia sempre, sou muito astral. Então isso tudo ajuda a manter.
 
DISCOGRAFIA – Como estão as expectativas para o Grammy? (Elba já ganhou outros dois Grammy e foi indicada por seu disco “Marco Zero Ao Vivo”)
Elba Ramalho
– Nenhuma. Eu não tenho nenhuma expectativa. Das outras duas vezes que eu ganhei, eu estava dormindo. Dessa vez, na hora da premiação eu vou estar fazendo show em Recife, vou estar cantando. Eu ganhei dois e tá bom. Fui convidada pra ser hooster de um evento, para premiar a Gal, e vieram umas pessoas da Academia. Elas diziam “Vai ser sua quinta indicação, é um número de sorte”. Mas eu não vejo assim. Se o (Gilberto) Gil ou o Geraldo (Azevedo) ganharem eu estou feliz.
 
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jCNkJlP49uk&feature=related[/youtube]

DISCOGRAFIA – Quais as expectativas para o show de hoje (11) aqui em Fortaleza? Como é tua relação com o público cearense e como é pra você se apresentar numa casa de forró?
Elba Ramalho –
É um lugar que eu gosto muito e que me recebe sempre bem. E eu sou muito amiga do povo da casa, do Kukukuaya. É um publico que eu adoro, fui aí recentemente e foi ótimo.