Discografia

Conheça os indicados brasileiros do Grammy Latino 2014

0128A 15ª edição do Grammy latino será transmitida, de Las Vegas, no dia 20 de novembro. Na competição geral, o Brasil está representado pelos seguintes nomes: Caetano Veloso disputa a Canção do Ano, com A bossa nova é foda, do disco Abraçaço – Multishow ao vivo; Antônio Adolfo, Yamandú Costa e Hamilton de Holanda concorrem na categoria Melhor Álbum Instrumental, respectivamente, com O piano de Antonio Adolfo (o pianista também concorre a melhor engenharia de gravação por Rio, choro, jazz…), Continente e Caprichos; Trio Corrente, em parceria com a lenda Paquito D’Rivera, concorre Melhor Álbum de Jazz Latino por Song for Maura; Apanhador Só concorre a melhor projeto gráfico com o disco (independente) Antes que tu conte outra; Moreno Veloso concorre a Produtor do Ano, pelo trabalhos Gilbertos Samba (Gilberto Gil) e Multishow Ao Vivo Abraçaço (Caetano Veloso). Fora esses, uma indicação por tabela para Melhor DVD por Corazón – Live from México, de Carlos Santana com participação de Samuel Rosa (Skank). Mas o Grammy Latino também reserva um fatia dos seus prêmios à produção brasileira. Veja quais são as categorias, os indicados e o que eu penso deles.

> Melhor Álbum Cristão
– Graça (MK Music)
Aline Barros

– Anderson Freire e amigos (MK Music)
Anderson Freire

– Geração de Jesus (Central Gospel Music)
Jotta A

– Céu na terra (Sony Music)
Soraya Moraes

– Renascer Praise 18 – Canto De Sião (Universal Music)
Renascer Praise

Não ouvi nenhum e nem pretendo, A produção gospel brasileira é de péssimo nível

> Melhor álbum pop contemporâneo brasileiro
– Infernynho – Marília Bessy Convida Ney Matogrosso (Canal Brasil)
Marília Bessy e Ney Matogrosso

– #AC (Tribo/Armazém/Sony Music)
Ana Carolina

– Segue o som (Sony Music)
Vanessa da Mata

– Funky Funky Boom Boom (Sony Music)
Jota Quest

– Multishow Ao Vivo – Ivete Sangalo 20 Anos (Universal Music)
Ivete Sangalo

Cada um faz o que pode, mas  nenhum desses pode ser considerado o álbum pop do ano. Ficaria com o novo do Skank. O da Marília Bessy, mesmo com o Ney, é mais interessante do que realmente bom. Mas, se é de ser pop, sejamos Ivete

titasnheengatucapa> Melhor álbum de rock brasileiro
Gigante Gentil (Coqueiro Verde Records)
Erasmo Carlos

La Familia 013 (Som Livre)
Charlie Brown Jr.

Nunca Tem Fim… (Warner Music)
O Rappa

Sei, Como Foi Em BH (Coqueiro Verde Records)
Nando Reis e Os Infernais

Nheengatu (Som Livre)
Titãs

Votaria no Erasmo até sem ouvir o disco. CBJ é um equívoco na nossa música. Rappa é ótimo, mas não ouvi o disco. O Nando é ótimo, mas vem se repetindo. Já o Titãs fez o seu melhor trabalho em décadas. Meu voto vai para Nheengatu

> Melhor álbum de samba/pagode
Eterna alegria ao vivo (Biscoito Fino/Marrom Music)
Alcione

Enredo (Biscoito Fino)
Martinho da Vila

O samba é do bem (Radar Records)
Paula Lima

Mais Amor (EMI Music)
Diogo Nogueira

Coração a batucar (Universal Music)
Maria Rita

Alcione é diva, mas há tempos não empolga. O do Martinho não ouvi e admito que não sou fã. Paula Lima perdeu a chance de fazer um bom disco. Diogo só queria ganhar dinheiro. Maria Rita fez o que a gravadora mandou, mas parece não ter tido o resultado que queria. Pouco se ouviu falar no disco. Ou seja, não saberia em quem votar

> Melhor álbum MPB
Calma Aí, Coração – Ao Vivo (Som Livre)
Zeca Baleiro

De graça (Som Livre/Slap)
Jeneci

InventaRio Encontra Ivan Lins (Biscoito Fino)
Ivan Lins e InventaRio

Verdade, uma ilusão (EMI/Phonomotor Records/Universal Music)
Marisa Monte

Caymmi (Som Livre)
Nana, Dori e Danilo

Os discos de Zeca, Ivan, Marisa e da família Caymmi são revisionistas, ancorados em regravações. Por isso, meu voto vai para Jeneci, por ser o único trabalho autoral, inédito

> Melhor álbum de música sertaneja
Do tamanho do nosso amor – ao vivo (Universal Music)
Chitãozinho & Xororó

Multishow Ao Vivo – Um ser amor (Universal Music)
Paula Fernandes

Questão de tempo (Radar Records)
Sérgio Reis

Bom de dança Vol. 2 (Radar Records)
Rick & Renner

Viva por mim (Som Livre)
Victor & Leo

Melhor é não ouvir música sertaneja

36_festa na roça> Melhor álbum de música de raízes brasileiras
Meu Deus que país é esse! (Wdisk)
Cajú & Castanha

Amigo velho (Radar Records)
Falamansa

Festa na roça (Borandá)
Toninho Ferragutti e Neymar Dias

Minhas canções inacabadas (3Pontas/ Dubas)
Tavinho Moura

Quinteto canta Gonzagão (Atração Fonográfica)
Quinteto Violado

Amigo da arte (Deck)
Alceu Valença

Não conheço os discos listados, mas Alceu, Quinteto Violado, Tavinho Moura e Toninho Ferragutti sempre merecem prêmios. Proponho empate

> Melhor música brasileira
A bossa nova é foda
De Caetano Veloso
Disco: Multishow Ao Vivo Caetano Veloso Abraçaço

Alguma voz
De Dori Caymmi e Paulo Cesar Pinheiro
Disco: 70 Anos

Calma Aí, Coração
De Zeca Baleiro e Hyldon
Disco: Calma Aí, Coração – Ao Vivo

Carta de amor
Maria Bethânia e Paulo César Pinheiro
Disco: Carta De Amor – Ato 2

Segue o som
De Vanessa da Mata
Disco: Segue o som

Um ser amor
De Paula Fernandes
Disco: Multishow Ao Vivo – Um Ser Amor

Zen
De Anitta, Jefferson Junior e Umberto Tavares
Disco: Anitta

Concorrência muito fraca. Minha opinião sobre o Caetano vai no próximo post. Gosto da música da Vanessa da Mata, mas não para tanto. Diante do exposto, fico com a Bethânia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.