Discografia

Almir Sater canta no RioMar

No próximo 14 de novembro, Almir Sater completa 60 anos de vida. Desse tempo, quase 40 esse ex-quase advogado dedicou à música. Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, ele cresceu entre os bichos, plantas e paisagens que acabou transportando para as modas que leva na viola.

Autor de Chalana e Tocando em Frente, Almir Sater conta mais dessa história neste domingo, em único show no Teatro RioMar. Um dos principais nomes da raiz da música sertaneja, ele canta esses e outros sucessos de sua trajetória acompanhado de um quarteto formado por Rodrigo Sater (Violão), Guilherme Cruz (Violão), Marcelus Anderson (Acordeon) e Reginaldo Feliciano (Baixo).

Apontado como um dos 30 maiores ícones do violão e guitarra pela revista Rolling Stone, Almir Sater é uma virtuose da viola de 10 cordas. E é com esse instrumento que ele leva a apresentação entre canções e histórias, sempre com o tom discreto que já virou uma marca registrada da sua personalidade. E é nesse clima que ele relembra Moreninha Linda, Cabecinha no Ombro, Um Violeiro Toca, Estradeiro e outras.

Ao longo da carreira, Almir Sater já lançou mais de 10 discos e teve seu talento reconhecido além do nicho sertanejo. Seu último trabalho inédito foi AR (2015), projeto dividido com o amigo Renato Teixeira. Gravado entre a Serra da Cantareira e Nashville, o álbum teve produção do norte-americano Eric Silver e faz uma rica mistura de folk, blues e sertanejo. Já este ano, ele empacotou quatro discos num box que traz registros feitos entre 1990 e 2007. Entre temas instrumentais e cantorias sobre a natureza e seus habitantes, ele toca em frente sua vida e sua carreira.

Serviço:
Almir Sater
Quando: domingo, 9, às 20 horas
Onde: Teatro RioMar (Rua Des. Lauro Nogueira, 1500 – Papicu)
Quanto: R$ 80 (plateia alta), R$ 140 (plateia baixa B) e R$ 160 (plateia baixa A). Preços de inteira
Telefone: 4003 1212

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.