Discografia

João Bosco e Hamilton de Holanda iniciam temporada na Caixa Cultural

Foto: André Mota/ Divulgação

Esse é um encontro que tinha que acontecer. Mesmo antes de se concretizar, ele estava anunciado como necessário. Reconhecidos pelo talento como instrumentistas e compositores, João Bosco e Hamilton de Holanda iniciam hoje uma série de shows em que dividem suas afinidades musicais. A temporada de Eu Vou pro Samba segue até domingo, 25, com quatro sessões na Caixa Cultural.

O show Eu Vou pro Samba encaixa como uma luva nas mãos dessas duas virtuoses da música brasileira. A proposta é viajar por muitas referências, épocas e autores do ritmo verde e amarelo por excelência. No repertório, tem nomes como Ary Barroso (Aquarela do Brasil) e Dorival Caymmi (Milagre). E, claro, João Bosco, que também fez sua história como sambista, embora tenha se aberto para vários outros gêneros e sotaques.

Para interpretar essas canções, a dupla permanece junta no palco em toda a apresentação. Hamilton, tocando seu bandolim que tornou-se referência internacional, e João, tocando um violão virtuoso e cantando com seus maneirismos característicos. “Ele está cantando cada vez mais bonito, a voz cada vez mais redonda”, elogia Hamilton falando do parceiro. “O João também é um violonista que tem essa veia de solar. Ele criou um jeito de tocar que cria cenários. Cada música que ele faz tem um cenário. Eu fico ali tocando e vendo ele tocar, naquela posição de curtição”, segue nos elogios.

Eles se conheceram por volta de 2006, quando João Bosco convidou Hamilton de Holanda para participar do seu DVD Obrigado, Gente!. A química foi imediata. “A gente conseguiu uma maneira muita bacana de tocar juntos. A mão direita dele combina muito com a minha”, aponta o bandolinista que viu nesse show em duo uma boa chance de juntar afinidades. “Foi montado a partir da nossa admiração pelo samba. E o João é um cara que gosta de ficar lembrando música. A cada passagem de som, ele vai lembrando de uma música diferente. E eu conheço bem o repertório dele”.

Uma prova de que o show Eu Vou pro Samba tem mais do que samba são os convites para que ele seja apresentado em festivais de jazz na Suíça e na Eslovênia. De fato, muitos ritmos cabem nas 16 cordas tocadas por João e Hamilton. Ao idealizar um bandolim de 10 cordas, Hamilton de Holanda levou o instrumento tradicional do choro para os mais variados estilos que ele vem registrando em projetos pelo mundo todo. No mesmo ritmo, o mineiro com 45 anos de carreira já passeou pelas mais variadas praias sonoras e vem sendo reverenciado internacionalmente. No Grammy Latino 2017, por exemplo, João Bosco ganhou o Prêmio à Excelência Musical da Academia Latina da Gravação. Diante de tanto, ele agradeceu como sempre: “Obrigado, gente”.

 

Serviço:
Eu vou pro samba – João Bosco e Hamilton de Holanda
Quando: hoje, 23, às 20 horas; amanhã, 24, às 18 horas e 20 horas; e domingo, 25, às 19 horas
Onde: Caixa Cultural (avenida Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema)
Quanto: R$ 20 (inteira)
Telefone: 3453 2770

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.