Discografia

Virgínia Rodrigues lança álbum de narrativas femininas

Virgínia Rodrigues está com novo disco nas plataformas digitais. Cada Voz é Uma Mulher (Tratore) conecta a baiana com compositoras de cinco países: Brasil, Moçambique, Cabo Verde, Portugal e Angola. Com produção de Tiganá Santana (o mesmo de Mama Kalunga, disco anterior da baiana), o novo trabalho da mezzo soprano repete o banho de luxo em arranjos delicados, com cordas, sopros, batuques e violões. À frente, a voz abençoada de Virgínia se destaca no ritmo de Vedete da Favela (homenagem à escritora e compositora mineira Carolina Maria de Jesus, autora do livro Quarto de Despejo) e na mântrica Ter Peito e Espaço (Sara Tavares/ João Pires e Edu Mundo).

Essa última, a propósito, é um destaque de Cada Voz é Uma Mulher. Versando sobre o fazer musical e a sensibilidade para compreender essa arte, ela dá dicas sobre é possível fazer nascer uma canção: “por fogo na casa, deixar arder, tirar a roupa e deixar ver”. O sexto álbum de Virgínia conta ainda com participações de Mayra Andrade (Stória stória, cantada em criolo cabo-verdiano) e da moçambicana Lenna Bahule (Yimbelelani). A primeira faixa do disco a ganhar clipe é Um Beijo de Beira, parceria de Alzira E com o poeta Arruda. O vídeo dirigido por Pico Garcez conta com a participação da bailarina Dandara Baudez. Cantora de raro refino, Virgínia Rodrigues segue sua trilha fundamentada apenas no bom gosto, seguindo as próprias regras.

Confira a seguir o clipe de Um beijo de Beira:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.