Esmaltes e Etc

Júlia – Rivka

275 4

juliar1Especialista em esmalte velho? Sim, eu sou!

Mas claro, uma pessoa que de uns anos pra cá compra esmalte sempre, não tem como não ter uma eterna fila e assim, acabo usando uns que são velhinhos mesmo!

O de hoje faz parte disso e já aviso que as fotos estão mostrando uma cor bem diferente do que vi ao vivo…

 

Nas fotos saiu esse roxinho bem bonito. Ao vivo, estava puxando muuuuito pro rosa (principalmente depois do top coat). Achei pigmentado, mas mesmo assim precisei de duas camadas pra deixar sem falhas. Mas é daquele tipo mais fluido, então não ficou grosso.

juliar2juliar3

A cor original dele nem é essa que esta no vidro hoje. Se não me engano a cor de verdade é próxima a essa que saiu nas fotos, era um roxinho bem vivo. Procurei no Google, e em algumas fotos ele é assim, um roxo vivo (cor que lembro) e em outras está bem rosa. Se foi só o tom nas fotos ou desbotamento, não sei…

Dá pra ver que seca emborrachado, né? Exatamente por isso, porque o original ele tinha um pé no neon, e como é normal nesse pigmento, seca assim.

juliar4juliar5

Por cima usei o Paetê, da L’apogeé, que tem rosa, verde e azul. Como estava sem inspiração, mesmo simples assim serviu e combinou com o esmalte de fundo.

Nessas fotos já tem top coat, e continuou saindo mais roxo, sem modificações da cor dele antes.

juliar6juliar7juliar8

Já aqui, horas depois, dá pra ver a diferença de cor, né? Já não está na cor do vidro, e sim outro tom. E eu culpo mesmo o top coat, usei o da Impala, que é roxinho, e esse tipo muitas vezes modifica o esmalte.

juliar9

Bom, não me empolguei com a cor que ficou, mais rosa ainda, mas não foi das piores…

Beijos,

Nalu

4 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *