Fora da Ordem

Game of Thrones bate recorde e se torna a série mais premiada do Emmy

emmy-reporter-entre-linhas

A 68ª edição do Prêmio Emmy marcou um recorde para Game of Thrones, da HBO, que se tornou a série de ficção mais premiada da história. O épico supera a sitcom Frasier, que havia conquistado 37 prêmios, e já soma 38 emmys. GOT levou o prêmio de Melhor Drama, Direção, Roteiro e Efeitos especiais. Veep, também da HBO, venceu nas categorias Melhor Comédia e Melhor Atriz de Comédia, para Julia Louis-Dreyfus.

Mesmo com os bons resultados de GOT, outro recorde ainda não foi quebrado. O humorístico Saturday Night Live, há 41 anos no ar, continua liderando os programas de não ficção, com 45 estatuetas.

A noite foi também dos injustiçados. A genial Tatiana Maslany, que interpreta, pelo menos, 11 personagens em Orphan Black, levou para casa o prêmio de Melhor Atriz em Drama. O de Melhor Ator em Drama ficou com Rami Malek, de Mr. Robot.

Outro destaque da noite foi a antologia American Crime Story: The People v. O. J. Simpson. A série produzida por Ryan Murphy (American Horror Story, Glee) abocanhou cinco prêmios, incluindo Melhor Série Limitada, como agora é chamada a categoria minissérie, Melhor Atriz e Ator da categoria, para Sarah Paulson e Courtney B Vance, sucessivamente.

Jeffrey Tambor, que faz um trabalho excelente em Transparent, da Amazon, ganhou pela segunda vez consecutiva na categoria Melhor Ator de Comédia. Na série, o ator de 72 anos interpreta um homem idoso que assume a transexualidade. Em seu discurso, Tambor pediu mais chances na indústria para atores transgêneros. “Eu ficaria feliz em ser o último homem cis interpretar uma transexual”, declarou.

A Academia de Artes & Ciências Televisivas anunciou os ganhadores na noite deste domingo, 18, no Microsoft Theater (antigo Nokia Theatre), em Los Angeles, nos Estados Unidos. O comediante Jimmy Kimmel apresentou a cerimônia.

Veja a lista dos principais vencedores

Melhor série dramática:
Game of thrones

Melhor ator de série dramática:
Rami Malek, de Mr. robot

Melhor atriz de série dramática:
Tatiana Maslany, de Orphan black

Melhor ator coadjuvante em série dramática:
Ben Mendelsohn, de Bloodline

Melhor atriz coadjuvante em série dramática:
Maggie Smith, de Downton abbey

Melhor série cômica:
Veep

Melhor ator de série cômica:
Jeffrey Tambor, de Transparent

Melhor atriz em série cômica:
Julia Louis-Dreyfus, de Veep

Melhor ator coadjuvante em série cômica:
Louie Anderson, de Baskets

Melhor atriz coadjuvante em série cômica:
Kate McKinnon, de Saturday night live

Minissérie:
The people vs. O.J. Simpson: American crime story

Filme para TV:
Sherlock: The abominable bride

Melhor ator em minissérie ou filme para TV:
Courtney B. Vance, de The people v. O.J. Simpson: American crime story

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV:
Sarah Paulson, de The people v. O.J. Simpson: American crime story

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme para TV:
Sterling K. Brown, de The people v. O.J. Simpson: American crime story

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou filme para TV
Regina King, de American crime

Reality show:
The voice

Variedades:
Last week tonight with John Oliver

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *