Fora da Ordem

Netflix pode adaptar obra de Paulo Coelho

paulo-coelho-netflix

Netflix e o escritor brasileiro Paulo Coelho estão conversando. Conforme o próprio autor, “há dois projetos avançando, com a Netflix e a Sony” atualmente. A informação foi cedida em entrevista ao Blog do Maurício Stycer, nesta segunda-feira, 3. O autor não divulgou nenhum informação sobre quando deve haver definição, mas informou que nenhum dos dois projetos envolve o livro “O Alquimista”, seu maior sucesso.

Na entrevista, Paulo Coelho falou ainda sobre as tentativas falhas de levar adaptar o livro “O Alquimista” para o cinema, seja por vontade própria ou dos produtores. Em 25 de julho de 1993, a Folha de S.Paulo confirmou a venda dos direitos da obra, mas o autor afirma que o filme não foi pra frente porque ele mesmo não quis.

“Um ano depois de vender os direitos já estava arrependido. Tentei comprá-los de volta, mas não quiseram vender. Não vejo o livro como filme”, afirmou. “E como não quiseram me vender, passei a dizer que não gostava dos roteiros. E evitar qualquer envolvimento direto”. Paulo Coelho chegou a oferecer US$ 3 milhões pelos direitos. Sem sucesso.

Sobre seu novo romance, A Espiã, o autor afirma ter recebido 36 propostas de produtoras hollywoodianas. “Mas é um filme de época, caríssimo, e nossas condições foram bem rígidas – não nos direitos, mas na execução”, comentou ainda ao jornalista Maurício Stycer. “Faz dois meses que assinei “Onze Minutos” com a maior produtora alemã , mas – de novo – depende da equipe”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *