Fora da Ordem

Dandaras Vivem é um evento de luto, reparação e reafirmação, diz presidente do Instituto Dragão do Mar

Um mês após a morte de Dandara dos Santos, 42, o Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) realiza Dandaras Vivem, ato de repúdio à violência que matou a cearense e vitima a população LGBT. A partir das 16 horas do próximo sábado, 18, o CCBJ recebe apresentações de DJs, shows musicais, manifesto, exibição de documentário e até concurso de dublagem. Acesso gratuito.

O assassinato de Dandara, no dia 15 de fevereiro deste ano, chocou pela forma cruel e ódio dos agressores. Ela foi agredida até a morte e teve seus últimos momentos gravados. O vídeo passou a circular na Internet duas semanas depois. No último sábado, 12, a Polícia prendeu o oitavo suspeito na morte da travesti em Pedra Branca, a 261,6 km de Fortaleza.

Dentre os shows, ‘A Mulher de Preto’ e ‘A Mulher Barbada’ performam na Arena do Centro. Um manifesto de reafirmação dos direitos será lido às 19 horas. O evento no CCBJ é realizado por entidades e grupos artísticos ligados à pauta LGBT.

“Com o ato Dandaras Vivem, damos partida numa série de ações culturais e de formação que o Instituto Dragão do Mar vai realizar em parte dos equipamentos culturais que gere: o CCBJ, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e a Escola Porto Iracema das Artes, inicialmente”, afirma o presidente do Instituto, o jornalista e antropólogo Paulo Linhares.

Reafirmação

“É um evento de luto, reparação e reafirmação”, diz o presidente do Instituto, que recebeu lideranças de movimentos sociais e artísticas ligadas à pauta LGBT no último dia 7.

Quatro propostas iniciais saíram desse encontro. A primeira é a criação de um núcleo de formação artística LGBT no CCBJ e no Porto Iracema das Artes. Foram propostos também o desenvolvidmento de espetáculos na temática no projeto Trajetos Artísticos LGBT, um festival específico de artes LGBT e um programa de TV, em parceria com a TVC, discutindo direitos da população LGBT. As pautas estão sendo encaminhadas por uma comissão especial designada na reunião.

“A gente tem que aproveitar esse momento para criar políticas mais consistentes e pertinentes”, diz. “Chegamos a conclusão de que as carreiras artísticas são muito importantes para a reafirmação de gênero”.

Programação completa do ato Dandaras Vivem

16 horas – DJs
Local: Arena do CCBJ

17 horas – Documentário Close
Local: Cineclube

18 horas – Concurso de Dublagem
Local: Arena do CCBJ

18h40min – Grupo de Swingueira
Local: Arena do CCBJ

19 horas – Show de Perfomance / Manifesto
Local: Arena do CCBJ

20h30min – Show “As Mulheres de Preto”
Local: Arena do CCBJ

21 horas – Show “A Mulher Barbada”
Local: Arena do CCBJ

Serviço

Ato Dandaras Vivem
Dia 18 de março de 2017 (sábado)
Das 16h às 21h30min
Centro Cultural Bom Jardim (Rua Três Corações, 400 – Bom Jardim)
Acesso gratuito

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *