Fora da Ordem

Episódio de Black Mirror inspirado em Star Trek pode ganhar spin-off

288 4

Inspirado em Star Trek, episódio “USS Callister” tem Cristin Milioti, da série How I Met Your Mother, como protagonista (Foto: Divulgação)

Um dos episódios mais interessantes da quarta temporada de Black Mirror, “USS Callister” apresenta uma história diferente das apresentadas até hoje pela série e faz referência a um ícone da cultura pop e da ficção-científica: Star Trek. E para o diretor do episódio, Toby Haynes (Sherlock, Doctor Who), o título tem potencial para ganhar uma série derivada.

“Eu estive conversando com Louise Sutton, que produziu o episódio e “Metalhead”, e ela desenvolveu uma ideia brilhante de fazer uma série paralela”, contou ao Hollywood Reporter. “Eu adoraria fazer uma série de “USS Callister” – é provavelmente um dos melhores pilotos entre as séries espaciais. E nós fizemos! Então eu a vejo como uma série”.

“USS Callister” tem Cristin Milioti, de How I Met Your Mother, como protagonista lutando contra o ambiente machista no mundo dos games. Michaela Coel, de Chewing Gum e Star Wars: Os Últimos Jedi, e Jesse Plemons, de Breaking Bad, também estão no elenco.

A quarta temporada de Black Mirror completa está disponível na Netflix desde o último dia 29.

Recomendado para você

4 Comentários

  • Joana disse:

    “Ambiente machista do mundo dos games..”?
    Caraca, vocês não entenderam nada mesmo do episódio.

    • Na verdade, a coisa de beijá-las e de ter colocado a funcionária nova na nave só por ser uma novata que o atraía tem a ver com o machismo sim. Mas de fato esta é longe de ser a ideia do episódio. A ideia na verdade é como os covardes se transformam através dos recursos virtuais, vivendo imersos nesse mundo e se afastando cada vez mais do mundo externo, até que se aprisionam, mental ou literalmente como no episódio.

    • Rubens Rodrigues disse:

      Claro que o episódio é bem mais complexo que “apenas” o machismo, como o Adriano comentou, mas esse é sim o grande chamariz. Não dá pra ignorar.

  • FELIPE disse:

    Uma das melhores séries da Netflix, sem dúvidas. Todos os episódios trazem uma perspectiva totalmente diferente sobre o uso da tecnologia no futuro. Esse episódio, em particular, é um dos melhores que já assisti, junto com Hang the Dj.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + seis =