Fora da Ordem

Em “Casa”, Emischramm celebra o amor em tempos de distanciamento

(Foto: Jorge Silvestre)

Emischramm está de volta após o despretensioso EP de estreia com “Casa“, música que celebra o amor em tempos de pandemia. A canção resgata referências do folk, presente em artistas como Kimya Dawson, Sufjan Stevens e Adriana Calcanhotto. Assista aqui ao clipe vertical de “Casa”, que quebra hiato de cinco anos.

A produção musical foi realizada de maneira 100% remota e dentro de casa, que embora fosse uma forma já feita pela artista, agora se tornou necessidade devido a quarentena. Emischramm assina a produção com Theo Fonseca, que também assumiu baixo e synth.

Nuuvem lança parceria com Emischramm 

“Casa” surgiu da impaciência em não poder ver a pessoa que se ama durante o período de isolamento social, além de abordar a efemeridade da vida cada vez mais evidenciada nessa época.

“E eu lembro que a vida é um sopro / E que os dias são muitos e que a espera é ruim de lidar / Mas eu também lembro que tu virou casa / Há muito tempo e que eu não preciso sair pra te visitar”, diz a artista na canção.

“Com a pandemia essas questões são amplificadas e ressignificadas porque a saudade aumenta e cresce a necessidade de estar perto”, conta Emischramm. “A gente cria novas maneiras de construir relações com as pessoas. É difícil , é diferente, mas a gente tenta vencer essas lacunas com o amor”.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *