Blog do Jocélio Leal

Rabelo: onda de boatos e reestruturação

Lojas funcionaram normalmente fora do Centro

Fortaleza – A rede de lojas de eletrodomésticos Rabelo enfrentou uma onda de boatos hoje, quinta-feira (27), dando conta de sua suposta falência. Pelas redes sociais, circularam fotos de filiais com as portas cerradas. Mas a empresa diz que na verdade houve protestos realizados pelo Sindicato dos Comerciários nas lojas do Centro da Cidade.

Em nota enviada ao Blog esta tarde, a Rabelo diz que o fechamento das portas das lojas por poucos minutos. “Não decorre de qualquer reestruturação, planejamento ou de processo ou procedimento falimentar”.

Protestos houve no Centro. Segundo a Rabelo, promovidos pelo Sindicato dos Comerciários

Segundo a Rabelo, o fechamento foi causado “tão somente de uma ação orquestrada por alguns dirigentes sindicais que, por infortúnio, instigados pela paralisação geral nacional agendada para o dia 28/04/2017, incitaram funcionários a praticarem lamentáveis atos ilícitos”.

Prossegue: “Todas as medidas jurídicas já estão sendo adotadas para responsabilização dos agentes causadores deste transtorno”.

Na nota, a Rabelo comenta que o momento financeiro do País, com redução da atividade econômica, afetou todo o setor de móveis e eletrodomésticos. “Houve a necessidade de todas as empresas do ramo adotarem medidas estratégicas para reestruturação dos negócios”.

JOÃO RABELO FALA

O Blog conversou com o presidente da Rabelo, João Rabelo, agora há pouco. Ele disse que pretende manter a rede com cerca de 80 lojas – hoje são 82, após o fechamento de 30. O foco será o Ceará, mas com filiais em Teresina (PI) e Natal (RN). A rede vai sair de Petrolina (PE), deixou o Maranhão e vai mudar de área dentro do Shopping Midway, em Natal (RN), segundo João.

O Blog tentou contato com o Sindicato dos Comerciários por oito vezes às 16h40min pelo número fixo da entidade. Todas as ligações chamaram até cair.

 

Sair da versão mobile