Blog do Jocélio Leal

Pesquisador da cearense Morphus fala em Chicago sobre ataques cibernéticos

Renato Marinho foi o pesquisador que descobriu vírus que invadiu o sistema de transporte público de São Francisco (EUA) (Foto: Divulgação)

Chicago (EUA) – Renato Marinho, pesquisador da Morphus Labs, apresentou ontem em Chicago (EUA) palestra sobre ataques cibernéticos. A empresa tem sede em Fortaleza e clientes em diversos estados.

A fala de Renato foi durante o SANS Data Breach Summit. O tema  foi “Fighting Ransomware Blindfolded”.  Em tradução livre, “Lutando Contra um Ransomware de Olhos Vendados”.

“Conversamos sobre os desafios do processo de tomada de decisões técnicas e gerenciais a medida em que avançamos com o tratamento de um incidente causado por um malware até então desconhecido: o Mamba Ransomware”.

O Mamba, batizado pela Morphus, foi o primeiro a implementar criptografia completa de discos, disse Renato.

O evento faz parte do calendário de estudos e exposições da SANS, organização que é referência internacional em cibersegurança.

O SANS Internet Storm Center (ISC) é um braço do SANS Technology Institute que nasceu em 2001 com o objetivo de monitorar e alertar o mais cedo possível usuários e empresas ao redor do mundo a respeito de ameaças e vulnerabilidades cibernéticas.

Os alertas são gerados diariamente pelos Incident Handlers (Renato é um deles) com base na análise de incidentes, anomalias e artefatos maliciosos detectados por honeypots distribuídos em diversos países ou reportados pela comunidade.

Sair da versão mobile