Blog do Jocélio Leal

Lucro do Hapvida chega R$ 214 milhões no trimestre

3461 12

Cândido Pinheiro (ao centro), o fundador da empresa, no dia da estreia na Bolsa (Foto: Jocélio Leal)

Fortaleza – O lucro líquido do Hapvida cresceu 33,9% em um ano e atingiu R$ 214,1 milhões no primeiro trimestre deste ano. A margem líquida também cresceu: 1,6 ponto percentual, para 19,6% no período. A companhia apresentou um crescimento de 22,8% na receita líquida, atingindo R$ 1 bilhão (R$1.089,9 milhões) no 1T18. O valor de mercado no fechamento do dia de ontem (14) era de R$18 bilhões.

A operadora tem 3,83 milhões de clientes, contra 3,36 milhões no primeiro trimestre do ano passado, um crescimento de 13,9%. Destes, em saúde são 2,27 milhões, ante 2,09 milhões. Isto equivale a aumento de 8,6%. O market share da empresa hoje é de 23,5% no Norte e 28% Nordeste.

Mas a liderança nas regiões ficou pouco. A abertura de capital feita no mês passado mira na expansão nacional. A partir do próximo ano, começa a operar planos pela cidade de Joinville (SC) para atender Whirlpool (dona da Brastemp e Consul), com cerca de 25 mil funcionários. Leia aqui bastidores da estreia na B3.

O EBITDA cresceu 43,1% e atingiu R$ 282,9 milhões com margem de 26%, um avanço de 3,7 pontos percentuais em comparação com o primeiro trimestre de 2017. O crescimento é atribuído à expansão da receita líquida em 22,8% e do ganho de 2,1p.p. na margem bruta em relação ao 1T17.

Um calote pesou na provisão

O balanço do trimestre mostra que as despesas de vendas foram impactadas pela provisão para perdas sobre créditos de R$ 65,2 milhões. E o motivo para tamanha provisão foi principalmente o não-pagamento de um único cliente corporativo, que representou cerca de um terço deste montante. Quem será?

Não fosse o calote, Hapvida disse aos acionistas que a provisão apresentaria um leve aumento de 0,2p.p. de representatividade da receita líquida ante o registrado no 1T17.

Linha dura gera economia de 8,5%

As despesas com localização e funcionamento totalizaram R$ 22,4 milhões e tiveram redução de 8,5%, na comparação com período idêntico em 2017. A empresa Festeja economia de R$ 1,2 milhão nos gastos de viagens com a adoção da nova política de linha dura nas compras.

Outro feito do garrote mais apertado foram os R$ 800 mil poupados por conta de economia nos gastos com impressos e gráficos e energia elétrica, pela substituição de instalações por tecnologias que racionalizam os níveis de consumo. Acionista gosta de saber que a empresa onde investe não é perdulária.

Cenário do setor

No primeiro trimestre de 2018, o mercado de planos de saúde médico-hospitalares manteve-se estável quanto ao número de beneficiários cobertos por algum tipo de assistência à saúde suplementar, isto na comparação com o primeiro tri de 2017.

Já em odontologia, o mercado de planos exclusivamente odontológicos sorriu mais. O crescimento foi de 6,2% no mesmo período.No caso de Hapvida, cresceu acima. Em planos de saúde e odontológicos a taxas foram de 8,6% e 22,6%, respectivamente.

Entre os planos exclusivamente médico-hospitalares, os planos coletivos apresentaram crescimento de 9,5% quando comparados ao 1T17 e, os planos individuais tiveram um crescimento de 6,4% na mesma comparação.

O  market share da companhia nas regiões Norte (23%)  e Nordeste (28%) resulta de crescimento de 2,0p.p. em relação ao 1T17. Assim, a companhia segue como terceira maior operadora do Brasil e líder absoluta nas regiões Norte e Nordeste.

O melhor desempenho na comercialização de planos coletivos se dá, em alguma medida, em decorrência da redução 0,6p.p. na taxa de desemprego, de 13,7% ao final do 1T17 para 13,1% ao final do 1T18.

 

 

Recomendado para você

12 Comentários

  • Daniel Martins disse:

    O Hapvida precisa melhorar a remuneração dos médicos, pagar por uma consulta metade do que cobra um cabeleireiro por uma corte de cabelo é o fim!!

  • Tamires disse:

    Precisa melhorar muito ainda no interior(caruaru- pe) pois tudo reduzido medicos nao querendo atender pelo plano consultorios tudo . muita coisa a desejar

  • Leilda disse:

    Precisa melhorar o atendimento aq em Maceio/Al,pq o atendimento medico fica localizado em um só predio,muita gente e desconfortavel,parece o atendimento do SUS,se a gente paga merece mais conforto e colocar atendimento em outros bairros,pq fica distante do centro da cidade,todo atendimento é farol.

  • Antonio Eduardo Ferreira de Melo disse:

    Parabéns e que cresça cada vez mais.

  • Elaine disse:

    Esse lucro se deve as péssimas instalações de suas unidades e mão de obra barata. Pessoas desqualificadas sem noção nenhuma de gestão. Em fim, um SUS pago e muito bem pago, em meu caso 1.000,00! Um assalto!!!

  • Perciliana Góes Damasceno disse:

    Aqui em Manaus o serviço é péssimo médicos quando atendem nem olham na cara ginecologista que não faz o exame básico que uma mulher precisa infelizmente o governo paga absurdo por nós servidores que não podemos se quer utilizar passei por problemas de saúde uma mamografia agendada para três meses isso é enganação esse plano

  • GILDELICE CARDOSO disse:

    Com esse atendimento péssimo, médicos mau pagos com formação duvidosa que atende nas carreiras nem deixa o paciente falar, exames que que da diagnóstico errados. Eu tenho muito medo de precisar fazer uma cirurgia de grande porte na hapvida

  • Kátia serpa disse:

    Cresceu muito e o atendimento ao usuário está piorando cada vez mais. Estou muito insatisfeita!

  • Luiz Eduh disse:

    Uma empresa Milionária, E ainda tratam seus clientes como baratas, vários descasos no setor de Ginecologia, Mulheres Grávidas esperam horas pra ter um exame básico, minha esposa sangrando e por trás das cortinas, os médicos que deviam atender os clientes, estavam indo fazer partos, de pessoas que tinham acabado de chegar, e tinha uma pessoa articulando tudo, querendo saber se tinham depositado o dinheiro do parto, e várias grávidas precisando do atendimento desta médica! Peguem esse dinheiro e dêem um jeito naquele lixo que chamam de Hospital Vasco Lucena.

  • Adjacy carneiro da silva disse:

    Parabéns. Mas deixa a deseja na unidade Hapvida no Cabo de santo agostinho em PE, pois só tem DOIS PEDIATRA e falta de exames que só é feito por terceiro. Onde em Recife tem VÁRIAS UNIDADES uma em cima da outra, moro a 60 km de Recife se no Cabo não resolver tenho de me deslocar para a capital.Tanto Lucro e nenhum investimento na unidade do Cabo de santo agostinho. Todos de. Ipojuca, serinhaem, Barreiros, Tamandare e Rio Formoso fica só a mecer a dois PEDIATRA na Unidade do CABO. ESPERAMOS NOVIDADES NESSA UNIDADE.

  • Cleo disse:

    Pelo serviço prestado não deveria ter esses horrores de lucro.

  • Maria da Conceição Santana disse:

    Precisa melhorar o atendimento, os médicos ficam com o paciente menos de cinco minutos, não sinto confiança, o sr exames de imagens tbm são feitos muito superficial, infelizmente pago quase 1.000 e não tenho confiança nem nas consultas agendadas nem na emergência.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *