Layout

ACADi é pre-lançada no O POVO

 

O POVO sediou o pré-lançamento da Associação Cearense de Agentes Digitais (ACADi), que inicialmente conta com oito agências de Fortaleza. O propósito é fortalecer o mercado de comunicação digital, abrindo diálogo transparente entre associados e empresas na condução de uma política de boas práticas para gerar equilíbrio econômico, competitividade saudável, maior qualidade nos serviços e produtos oferecidos dentro dos meios online.

O lançamento oficial será no fim de agosto e a etapa atual é de mapear as agências e agentes da área no Estado. Até agora, na capital cearense, foram identificadas 30 agências.  A ideia é agrupar pessoas físicas e jurídicas em busca de fortalecer o mercado.

Estiveram presentes no café da manhã, realizado no Espaço O POVO de Cultura & Arte: Anderson Carvalho (Time Digital), Fausto Portela (Time Digital), Hugo Lopes (Index Digital), Leonardo Leitão (Leme Digital), Lúcia Scalco (Código Digital) e Marcello Belém (Relevante), além de representantes do O POVO.

“Buscamos mais equilíbrio e menos práticas predatórias. Hoje, ainda falta muito conhecimento e a ideia é também abrir as portas também para os anunciantes e de forma segura”, afirma Marcello Belém, da Relevante.

O diretor da Index Digital, Hugo Lopes, adianta que treinamento, proximidade com as instituições de ensino, questões éticas, jurídicas, benefícios e premiações estão na pauta da ACADi.

Há, ainda, a busca pela a estreitamento de laços com instituições como o Sindicato das Agências de Propaganda do Ceará (Sinapro) e da Associação Brasileira das Agências de Publicidade – Capítulo Ceará (Abap- CE).

Quem já está na ACADi:

  • Burburim
  • Carbono Digital
  • Código Digital
  • Index Comunicação Digital
  • Leme Digital
  • ORB Digital Branding
  • Relevante
  •  Time Digital

 

Abaixo, as vantagens listadas pela ACADi

para associados:

  • maior competitividade
  • qualificação profissional e continuada
  • acesso facilitado a treinamento e eventos
  • vantagens em aquisição de equipamentos e serviço pela cooperativa de compras
  • intercâmbio profissional e cultural entre agências associadas
  • equilíbrio na formação de preços
  • responsabilidade social na formação de jovens de baixa renda

 

 para a sociedade:

  • segurança na contratação de agentes digitais qualificados
  • ouvidoria para solução de problemas com agentes associados
  • equalização de tecnologias para maior liberdade e autonomia dos contratantes de serviços
  • contribuição para a formação de mão de obra qualificada em esferas menos favorecidas
  • fomentação de um mercado equilibrado sem práticas predatórias

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =