Layout

Pesquisa da Fenapro indica perspectiva de melhora no 2º trimestre e ao longo do ano

A Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) lança indicador da atividade publicitária, denominado Visão de Ambiente de Negócios em Agências de Propaganda (VAN PRO), cujo objetivo é tendências e acompanhar o desenvolvimento e as expectativas do setor ao longo do ano.

 

A primeira pesquisa, relativa ao desempenho do setor entre janeiro e março, realizada em abril último, junto a 223 agências de todo o Brasil, apontou que, na avaliação de 45% dos entrevistados, o ritmo de negócios foi pior do que o verificado em igual período de 2016, enquanto 38,54% consideraram melhor e 16,63%, semelhante. Apesar disso, as perspectivas para o segundo trimestre e também para o ano são positivas e de crescimento para a maioria das agências que participaram da pesquisa.

 

Segundo 43,23% das agências, a perspectiva é de crescimento do investimento publicitário no próximo trimestre, enquanto percentual semelhante espera que os negócios se mantenham no mesmo patamar, e apenas 14,54% preveem redução.

 

Entre as regiões do País, o destaque positivo foi o Nordeste, com 42% das agências registrando melhora dos negócios, na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, resultado este puxado principalmente por Pernambuco. Já na região Sudeste e no Centro-Oeste, o desempenho foi mais negativo, com 51,6% e 62,5% das agências, respectivamente, declarando piora dos resultados.

 

A maior parte das agências – 43,15% delas – apontou ainda um aumento no número de concorrências e licitações no primeiro trimestre, embora 32,93% tenham registrado queda. O destaque foi o Centro-Oeste, puxado pelo Distrito Federal, onde 100% das agências declararam ter registrado um incremento no número de concorrências e licitações.

 

“O aumento das concorrências, neste primeiro trimestre, é um indicador positivo, sinalizando uma melhora dos negócios nos próximos meses”, observa Alexis Pagliarini, superintendente da Fenapro.

 

Para o desempenho do ano, as estimativas são mais positivas para a maior parte das agências: 59% delas preveem crescimento, enquanto apenas 18% projetam redução e 22%, um volume de negócios semelhante ao do ano passado.

 

Os setores que estão registrando maior reação no investimento publicitário, segundo a pesquisa VAN PRO, são, respectivamente: serviços – apontado por 53% das agências entrevistadas -, indústria, setor público, comércio e imobiliário.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *