Leituras da Bel

Leia o texto “bruxas in love”, produção da escritora cearense Mika Andrade

Por Mika Andrade*

Arte de Ana Novaes (@ltg.art)

poema: bruxas in love, mika andrade

para todas as mulheres

i
como dizer “eu te amo” à uma mulher?
se uma mulher não pode amar outra mulher

uma mulher não pode amar a mãe
uma mulher não pode amar a filha
uma mulher não pode amar a irmã
uma mulher não pode amar a cunhada
uma mulher não pode amar a sogra

uma mulher não pode amar a amiga
uma mulher não tem amiga
mulheres são inimigas
e competem pelo amor do homem

do homem que abusa
do homem que estupra
do homem que mata

na noite sóbria e estrelada
ainda que o vento leve
as nuvens em aviso discreto

o choro de uma mulher espancada
rompe o silêncio

mas ninguém diz palavra em acalento
pra uma mulher espancada

ii
amar uma mulher na boca da madrugada
é pura mágica

mas amar uma mulher em plena luz ardente de sol
é uma ato de rebeldia
é jogar-se na folgueira

acreditar em si mesma
é uma afronta aos olhos que nos devoram

mas, não seremos engolidas
cuidemos uma das outras

uma mulher pode cuidar de outra mulher

como cuidado afetivo e amoroso
não como trabalho humilhante e subserviente

eu acredito no amor entre mulheres
é uma alquimia irreversível

quando os homens aprenderem a nos amar
e nos respeitar como semelhantes
eles conhecerão o amor verdadeiro

iii
a mulher que sou se reconhece após ler ‘sereia no copo d’agua’
porque sei o quanto o oceano pesa
que nem versa bianca
e eu sei que sou feita d”Água’

eu sei a dor precisa do sangue que me escorre por entre as pernas
eu sinto o ardor do leite materno enchendo no peito
minha face se banha em lágrimas

eu sei também que não sou apenas uma
eu sou muitas e sou outras

como amar todas as mulheres que sou?

como amar as mulheres que se tornam eu?
agora, como amar mulheres em plena noite

como num encontro de deusas
ou melhor, de bruxas
nos reunimos em um sarau

e eu me pergunto:
como eternizar esse amor?
como propagar esse amor?

recitar um poema
lançar um feitiço

yo tambien soy bruja!

***

Mika Andrade

É poeta. Publicou a zine alguns versos pervertidos e outros indecorosos (2016/2018) e organizou a antologia erótica de poetas cearenses O Olho de Lilith (Selo Ferina).

***

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *