Leituras da Bel

Leia “O Homem Insone”, texto da escritora cearense Vitória Régia

Por Vitória Régia

Ilustração de Glauco Sobreira para o texto de Vitória Régia

Eu amo tanto o oceano
Como ele é pintado de verde e azul
Em meus constantes sonhos com você
Sivert Høyem

Os pés despertos no frio
Ainda mudo, vagaroso
A Malemolência
Dos sentidos do mar
Está nas minhas manhãs
Cobertas de ternura
E de silêncio

Com o volume certo
Da voz e do passo
Retrato da hora em que lapida
A frequência das ondas
Quando desperta
E flutua pelo chão

A duração dos batimentos convida
A passos mais leves
O acorde lento de uma canção

Ave breve que pervaga pelo céu
Nunca soube do que eram feitas as nuvens
Mas lhe disseram
Que se dissipam
Quando tocamos
Com o peso da mão

O amor do homem insone
Dorme no amanhecer
Com sargaços na pele
Nos lençóis que escondem
A tessitura do silêncio

Não me acorde
Se acaso for
Amanhã.

***

Vitória Régia

é escritora e autora de Náutico (Editora Patuá)

***

Você também pode gostar de:

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *