Leituras da Bel

Leia “contratempo”, poema da escritora cearense Raisa Christina

Por Raisa Christina

Ilustração de Raisa Christina

contratempo
estava na cidade onde não havia vento
habituava-me mansa ao calor
que comia os dias
e avançava pelas noites

o mormaço se acumulava rente ao corpo
pressionando sangue na parede
das artérias eu transpirava
sem presumir tua existência

a cabeça dos refletores digitais girava
ofuscando em azul e rosa a superfície
do pequeno palco e das mesas de bar
ainda alheias à tua música

te vi chegar com o vento excitando
caixas e pratos ateando o brilho
de cada órgão inclusive o meu
peles de tambor para tuas mãos nuas

 

***

Raisa Christina

É artista visual, cearense natural de Quixadá e escritora. Reside em Fortaleza, onde cursou o Mestrado em Artes (PPGArtes) do Instituto de Cultura e Arte da UFC, investigando o desenhar e as poéticas na criação de mapas de percursos errantes de jovens skatistas na cidade de Fortaleza. É autora do livro “mensagens enviadas enquanto você estava desconectado” (2014, Editora Substânsia).

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *