Plínio Bortolotti

YouTube: muitos vídeos, nenhum lucro

Segundo Ryan Junee, gerente de produtos do YouTube, atualmente são recebidos cerca de 20 horas de vídeos por minuto. Em janeiro deste ano, o índice chegava às 15 horas. “Veremos se vamos chegar a 24 horas, um dia inteiro de vídeos inseridos a cada minuto”, declarou.

A popularidade não tem conseguido tornar o YouTube um negócio rentável, mesmo depois de ter sido comprado por US$ 1,65 bilhão pelo Google.

Na tentativa de atrair anúncios, o site tem apostado em parcerias e na inserção de conteúdos profissionais, como programas de TV e filmes. Recentemente, o YouTube anunciou um acordo com a Sony e alguns estúdios de Hollywood para a criação de plataformas de shows e vídeos.

Com Adnews.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *