Plínio Bortolotti

Tirania empresarial & lixão aéreo

Acima a ilustração e título de Hélio Rôla, abaixo o texto da Rolanet na qual ele persiste na luta contra a zoada aérea, madrugada afora,  produzida pelo tráfego de aviões sobre a Lagoa Redonda e outros bairros próximos.

De Hélio Rôla:

«Nada de Einstein, temos aqui uma equação absoluta e nada relativa

Anarc + Infraerro + avião a valer + boa dose de “Mistério Público” = Abuso Socioambiental

Simples, não é?

Dessa equação nem os urubus escapam… imaginem se de repente surge o urubu-robô fazendo frente aos gaviões-robôs do dano socioambiental a qualquer custo?…

De que bairro e de que extrato social é que vêm os inescrupulosos urubus-executivos que infestam os domínios aéreos do país?…  Num discurso eleitoreiro alguém dizia:  “Senhoras e senhores, a perspectiva não é alvissareira mas não temam, pois teremos com certeza, sabe?… o jogo de bola pra encher a cueca, as meias e os bolsos de dinheiro e depois rolar na grana até o juiz engolir o apito… Bolão é isso, tão me entendendo?”

Saudações da pARTE do Hélio Rôla»

Hélio Rôla também enviou link para a notícia informando que fiscais da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo tentaram multar a Infraero devido ao barulho, em horário não permitido, provocado pelo aeroporto de Congonhas. Mas descobriram que a Infraero estava protegida por uma medida judicial. Veja no G1.


Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *