Plínio Bortolotti

Congresso da Abraji: inscrições abertas

O 5º congresso da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) está entre os maiores  já realizado pela entidade. Será em São Paulo, entre os dias 29 e 31 de julho.

Os temas são a cobertura de eventos como as Olimpíadas e a Copa do Mundo (da qual, na ocasião, já se poderá fazer um balanço) e cobertura eleitoral.

Haverá mesas com palestrantes estrangeiros para falar sobre o crime organizado e as técnicas que o jornalista deve empregar para conseguir desvendar o funcionamento dessas redes criminosas espalhadas por diversos países.

Os participantes também poderão assistir a palestra de Lowell Bergman, o produtor que revelou, junto com um executivo da indústria de cigarros, as táticas publicitárias da indústria do tabaco para viciar fumantes. O caso virou filme  [“O informante”] e o jornalista foi representado por Al Pacino. Bergman vai falar sobre o  crime transnacional em mesa com a participação de de Mario Cesar Carvalho, repórter especial da Folha de S. Paulo e autor do livro “O Cigarro”.

Outra mesa discutirá a cobertura de organizações criminosas na América Latina, com Gabriel Bermúdez, da Argentina, e Mabel Rehnfeldt, do Paraguai.

Serão cerca de 100 palestrantes: o congresso funciona com mesas simultâneas e o participante escolhe aquelas nas quais quer participar.

Veja aqui como fazer a inscrição. As vagas são limitadas e já há um grande número de inscritos.

Aproveite para conhecer o portal – e associe-se à Abraji, entidade que tem o objetivo de contribuir para melhorar a qualidade do jornalismo brasileiro. Podem ser sócios jornalistas e estudantes de Jornalismo.

Entre os dia 29 e 30 de julho será realizado o congresso da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), em São Paulo. O 5º Congresso será um dos maiores, senão o maior, da história da entidade, e contará com palestrantes de vários países do mundo. Os temas principais serão a cobertura de eventos como as Olimpíadas e a Copa do Mundo (da qual, na ocasião, já se poderá fazer um balanço) e cobertura eleitoral.
Ainda haverá mesas com palestrantes estrangeiros convidados especialmente para falar sobre o crime organizado e as técnicas que o jornalista deve empregar para conseguir desvendar o funcionamento dessas redes criminosas espalhadas por diversos países.
Os participantes também poderão assistir a palestra de Lowell Bergman, o produtor que revelou, junto com um executivo da indústria de cigarros, todos os estratagemas da indústria do tabaco para viciar fumantes e acabou nas telas dos cinemas [“O informante”], representado por Al Pacino. Ele vai discorrer sobre o crime transnacional com Mario Cesar Carvalho, repórter especial da Folha de S. Paulo e autor do livro “O Cigarro”. Outra mesa discutirá a cobertura de organizações criminosas na América Latina, com Gabriel Bermúdez, da Argentina, e Mabel Rehnfeldt, do Paraguai.
Serão cerca de 100 palestrantes: o congresso funciona com mesas simultâneas e o participante escolhe aquelas que quer participar.
Veja aqui como fazer a inscrição.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − oito =