Plínio Bortolotti

Novos Talentos: agora com mais segurança para seguir na profissão de jornalista

Três meses de ótima convivência com esta turma. A partir da esquerda: Isabelle (Unifor), Mariana (Unifor), Ingrid (UFC), Munique (Estácio - FIC), Domitila (UFC), Lidiane (Fanor), Darlano (UFC), eu, e Yuri (UFC)

Neste mês concluiu-se o curso da 7ª turma do projeto Novos Talentos para estudantes de jornalismo O POVO, programa sob a orientação da UniOPOVO (Universidade Corporativa O POVO) e coordenado por mim.

O projeto possibilita que, a cada semestre, uma turma de oito estudantes de jornalismo passe por etapas de treinamento, aulas e vivência nas redações do jornal, rádio, TV e Portal.

Veja aqui detalhes sobre o curso e como se inscrever para a 8ª turma

As inscrições pode ser feitas até  até 9/8/2010 e o curso está previsto par se iniciar em 23/8/2010. Podem participar estudantes de Jornalismo de faculdades localizadas em Fortaleza e que, no início do treinamento estejam cursando a partir do 5º semestre.

Veja o depoimento dos estudantes participantes da 7ª turma.

NOVOS TALENTOS –  7ª TURMA – 2010.1

Isabelle Leal Mendes – Universidade de Fortaleza (Unifor)

“A verdade é que trabalhar em redação deveria ser obrigatório para cada aluno de jornalismo. Ali sim, descobrimos o ‘timing’ da profissão. É ainda melhor estar na redação sabendo que outras sete pessoas, os demais integrantes do curso, estão passando pela mesma coisa e é possível compartilhar as experiências vividas na aula seguinte.”

Mariana Penaforte Rocha – Universidade de Fortaleza (Unifor)

“As correções nos textos têm importância tremenda no curso. Ser acompanhada de perto fez muita diferença. Eu costumava gostar dos meus textos descompromissados, quando eu escrevia em blogs, fotologs, e etc. Com a responsabilidade, o nível e a qualidade aumentam, pois nos preocupamos mais em escrever melhor.”

Ingrid Baquit Correia – Universidade Federal do Ceará (UFC)

“Foram três meses de muito aprendizado e mudanças. Consegui amadurecer como pessoa e como profissional. Me apaixonei mais uma vez pelo jornalismo e fiquei encantada com a dinâmica da redação.”

Munique de Souza Freitas – Faculdades Integradas do Ceará (Estácio FIC)

“O projeto Novos Talentos fez uma grande diferença no meu aprendizado. Se eu tinha alguma dúvida sobre seguir a profissão de jornalista, essa foi totalmente dissipada durante o curso. Temos o gostinho de participar da rotina da redação, do rádio e da TV e isso fortalece o desejo de ser um bom profissional.”

Domitila Napoleão Andrade – Universidade Federal do Ceará (UFC)

“Os Novos Talentos me deu um baile no assunto é ‘eu sei o que eu quero para mim’. Nunca me imaginei trabalhando com produção de rádio e hoje admito que a experiência na Rádio O POVO/CBN foi enriquecedora. Foi além dos contatos que recheiam minha agenda e dos textos com frases diretas e objetivas, para o saber ‘me virar’ e em pouco tempo, criar uma agilidade que eu não sabia de que era capaz.”

Lidiane Alves de Lima – Faculdades Nordeste (Fanor)

“O rádio deu uma injeção de animo na carreira de futura jornalista, que até pouco tempo atrás, eu achava não ter sido uma boa escolha. Amadureci muito com tudo e todos e só tenho a agradecer pela oportunidade de aprendizado e convivência.

Darlano Dídimo Macedo de Sousa – Universidade Federal do Ceará (UFC)

“Foram três meses de intenso aprendizado, que professor nenhum de faculdade é capaz de ensinar. É diferente. É mais apaixonante. Estar nas redações do O POVO (TV e impresso) é entrar no clima de um jornalismo imediatista, mas não menos competente. Pra mim, foi uma autoanálise diária, que me respondeu inúmeras questões sobre o mercado de trabalho e sobre a minha relação com o jornalismo. Descobri, que, mais do que nunca, quero ir adiante com essa prática. Valeu muito a pena integrar a 7ª turma dos Novos Talentos”.

Yuri Leonardo Silva – Universidade Federal do Ceará (UFC)

“Resumo o Novos Talentos como uma prova de fogo, onde não existem mais projetos ou exercícios. Prevalece o cotidiano do fazer jornalístico, onde o nosso trabalho resultará em um produto a ser consumido por milhares de pessoas dali a instantes, nas próximas horas ou no dia seguinte. É uma responsabilidade enorme. Seja através das correções nas aulas, das conversas e orientações com os editores, ou de um mero blablablá na bancada de redação durante a produção diária do jornal, O POVO nos ensina isso: está lá nos jornais, todo dia, pra quem quiser ver.”

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *