Plínio Bortolotti

Inscrições abertas para o Prêmio ACI de Jornalismo, para profissionais e estudantes

677 2

Até o dia 30 de stembro estão abertas as inscrições para o prêmio ACI de Jornalismo, promovido anualmente pela Associação Cearense de Imprensa.

A premiação para cada uma das categorias é de R$ 3.000,00.  Podem concorrer matérias veiculadas em veículos de comunicação do Ceará.

Categorias

Prêmio Demócrito Rocha – para ensaio inédito sobre a realidade do jornalismo cearense, nas várias mídias.
Prêmio João Dummar – para reportagem veiculada em rádio, sobre temas do interesse do Ceará ou da cidade de Fortaleza.
Prêmio José Cabral de Araújo – para reportagem sobre esporte, nas suas várias modalidades.
Prêmio Antonio Fernando Normando – para reportagem veiculada em televisão, sobre assuntos do interesse do Ceará ou da cidade de Fortaleza.
Prêmio Edson Queiroz – para reportagem sobre a realidade social, ambiental e econômica de Fortaleza.
Prêmio Luciano Carneiro – para fotografia (foto isolada, foto-sequência e ensaio fotográfico).
Prêmio Américo Barreira – para reportagem sobre municípios do Ceará, seus impasses, conquistas e potencialidades.
Prêmio Antonio Martins Filho – para matérias jornalísticas, veiculadas por meios eletrônicos, destinado também a estudantes de Cursos de Comunicação Social reconhecidos pelo Ministério da Educação.]

Veja o regulamento na página da ACI.

Recomendado para você

2 Comentários

  • Antônio disse:

    Plínio, o que vou relatar, a rigor, não teria nenhuma relação com a notícia acima, mas não tenho outra opção, e se fizer uma análise mais profunda, pode até ter, pois vc sabe que tenho algumas reservas ao jornal e a alguns jornalistas/colunistas.Pois bem, por volta das 16:20 horas, vinha trafegando pela Wasnhigtom Soares,nas proximidades do Centro de Feiras(sentido praia/sertão , quando uma carreta,tipo romeu e julieta(duas carrocerias), vinha em alta velocidade, fazendo manobras incompatíveis para via, desrespeitando a sinalização,fazendo zigue zague,num verdadeiro festival de irregularidades.Consegui ultrapassar tal carreta ,com medo de ser esmagado, nas imediações do antigo Mercantil São José.Arrisquei a ultrapassagem com a única finalidade de localizar uma patrulha policial, e avisá-los, que aquela carreta só poderia está sendo conduzida por um bêbado ou drogado, que fosse ela parada senão iria ocorrer um acidente grave.Fui até o Mun.do Eusébio,e não encontrei qualquer policial.Pensei em ligar para o 190, logo veio a lembrança que uns 15 dias atrás um menor foi assaltado em frente a minha casa, chamei o ronda e até hoje não apareceu.Pior que cobrei a resposta ao 190, e estava consignado que eu teria sido orientado a me dirigir a uma DP, e registrar a ocorrência.De imediato rebati, disse que a consignação era falsa, pois não houve o episódio.Quanta decepção.Por essa decepção, por conta da falsidade do 190,por seus gestores, não liguei para a central.Por volta das 18:10, no retorno do Eusébio, nas imediações do Gonzaguinha, desta feita do outro lado da via, visualizei um grande acimente, parece com vítimas fatais, pois tinha um carro do rabecão.Tinha tambén, várias viaturas policias.Pelo amor de deus, Plínio, que explicação se encontra para essa omissão criminosa do gestores públicos.Já escrevi várias vezes sobre essa omissão criminosa do Sec.de Segurança, mas parece que ninguèm enxerga.Como pode uma via sessa magnitude não ter uma patrulha de plantão.É intencional?Quanto aos jornalistas, é exatamente pela omissão destes que critico o jornal.

  • Antônio disse:

    Para completar. O acidente foi causado pela carreta romeu e julieta.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =