Plínio Bortolotti

Icapuí: Tremembé, Ponta Grossa e o turismo comunitário

401 7

Jogando bola: Praia de Tremembé, em Icapuí  (clique nas fotos para ampliar)

Praia de Ponta Grossa, Icapuí

Livros que podem ser adquiridos na Estação Ambiental do projeto De Olho na Água.

 

Aproveitei o fim de semana prolongad0 para uma visita a Icapuí, município litorâneo no extremo leste do Ceará. Conheci duas pousadas da rede Tucum (turismo comunitário). A característica principal desse tipo de turismo é o respeito às comunidades e ao meio ambiente, acomodações simples (porém limpas); comida decente e preço justo. Fiquei hospedado na pousada Tremembé e visitei as barracas e a pousada de Ponta Grossa.

Padre

Padre Lopes, pároco de Icapuí (e amigo de longa data), faz parte da rede Tucum, sendo um dos responsáveis pela pousada Tremembé. Ele costuma visitar toda noite o local; conversa com os hóspedes e os convida para uma visita à casa paroquial, onde explana sobre o o turismo comunitário e tem-se a oportunidade de ver as salas forradas de cartazes contando a luta dos povos latino-americanos.

De Olho na Água

Conheci também o projeto De Olho na Água, que faz um trabalho de preservação ambiental. O projeto é tocada pela Fundação Brasil Cidadão, com a parceria da Associação Caiçara de Promoção Humana – e com patrocínio da Petrobras.*

Em sua sede é possível ver um pouco do trabalho, com guias que o acompanham em uma passarela que passa do meio do mangue e serve para estudos e visitas.

Livros

Pode-se também adquirir três livros bem interessantes “Aves costeiras de Icapuí”, “Mamíferos de Icapuí” (incluindo os marinhos) e “Guias de plantas visitadas por abelhas na caatinga”. A propósito, o projeto está incentivando a criação da abelha jandaíra, que está desparecendo do cerrado.

[Além das prais citadas, você ainda pode ver em Icapuí várias outras prais, como Redonda, Requenquela, Barreiras, Barrinha de Mutamba, cada uma com seu encanto.]

♦ Icapuí fica a 215 km de Fortaleza. Para se chegar à pousada Temembé roda-se dois km em estrada carroçável, na qual  transitam carros sem tração.

* Parágrafo corrigido de acordo com correções enviadas (veja em “Comentários”).

Recomendado para você

7 Comentários

  • Antonio Lopes de Lima disse:

    Beleza de registro!
    Ficamos felizes que estas experiências sejam divulgadas, fortalecendo a territorialidade (cultural, ambiental, econõmica, espiritual e política) das comunidades da rede Tucum, situadas desde Tatajuba ( litorel oeste) até Tremembé ( Icapui-Ce), num total de catorze unidades.
    A partir da atividade turística as comunidades acenam concretamente para um novo olhar sobre o turismo e incrementam a renda doméstica.

    Pe.Lopes

    ps. o projeto de Olho na Água é de responsabilidade da Fundação Brasil Cidadão.

  • O Projeto de Olho na Água de responsabilidade da Fundação Brasil Cidadão sempre contou com a parceria da Associação Caiçara de Promoção Humana, parceira em todos os projetos.

  • Ivan Souza disse:

    As boas notícias sobre o nosso Icapuí, mesmo aos pouco estão reaparecendo nos meios de comunicação do estado do Ceará, tomara que continue assim, com esse espirito positivo, para poder regatar a boa imagem do nosso município, (que ficou manchada nos últimos sete anos).
    Parabéns a todos que lutam por um Icapuí melhor, quer seja, através do poder público, de projetos desenvolvidos pelas ONGs ou ainda por outros instrumentos da sociedade, como Igrejas, Sindicatos, Associações de Moradores e etc.

  • Jurandyr Leite disse:

    Qual o contato com a rede Tucum ou com suas pousadas? Há um saite, telefone…

  • Jurandyr Leite disse:

    Epa! vi que tem no texto o link para a rede: http://www.tucum.org/

  • Marcia Tavares disse:

    Preciso adquirir este livro aqui em Fortaleza, alguém pode me ajudar? Obrigada

    • Plínio Bortolotti disse:

      Cara Márcia,

      Se você clicar no link para o projeto “De Olha na Água”, que está no post, na página você encontrará um “Fale conosco” na barra horizontal, no qual há telefone e e-mail Se não der certo, pode voltar a falar comigo.
      Talvez v. possa se interessar também por isto: http://digital.opovo.com.br/, ao entrar na página clique em “Publicações” e depois em “Expedição Cocó” e “Expedição Cocó-outros bichos”.

      Plínio

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *