Plínio Bortolotti

A ocupação indevida das ciclofaixas

845 3

A situação que se pode ver na foto abaixo acontece com frequência, isto é o “cidadão” ocupar a ciclofaixa com seu veículo de quatro rodas e motorizado. Neste caso, na rua João Brígido, quase esquina com a avenida Barão de Studart, no dia 11/2/2016, por volta das 12h30min, horário que bem poderia ter um agente da AMC por ali.

Bom, mas todo mundo sabe que é mais fácil achar uma nota de 100 reais na rua do que encontrar um agente de trânsito. Então, fica por isso mesmo.

A propósito, a demarcação de ciclofaixas foi um grande acerto da Prefeitura de Fortaleza, porém, uma boa parte delas já está esburacada em vários trechos e, muitas vezes, cobertas de detritos que furam pneu da bicicleta e põem o ciclista em risco.

Certo que aí também entra a má educação de moradores, que usam ruas e calçadas como depósitos de lixo.

Ciclofaixa

Recomendado para você

3 Comentários

  • Paulo Marcelo Farias Moreira disse:

    Há muito tempo reclamo da ciclofaixa na Av. Rui Barbosa esquina com rua Frei Bernardino.
    Felizmente o movimento é pequeno, mas o desenho deixou um ponto de grande perigo para os ciclistas.
    Vou mandar a foto por e-mail.
    E não são só as ciclofaixas que são desrespeitadas.
    As calçadas continuam sendo ocupadas indevidamente e, corajosamente você lembrou que é mais fácil achar dinheiro do que um agente da AMC.
    Aliás alguns até passam nos carros, mas temos a impressão de que não saem dos veículos nem quando observam alguma infração.
    Será por conta do calor?

  • Erik Ximenes disse:

    Escutei o seu comentário na CBN hoje. Ri muito com os adjetivos (“motorista animal”…rsrsrs), mas é a pura verdade. Nossa situação é muito grave: nossas leis são fracas, nossas autoridades não fiscalizam e os condutores não se sentem motivados a conduzirem dentro da lei. O Estado não funciona, está inútil. Penso que o fundamento disto é a ignorância eleitoral. Elegemos qualquer um, sem muito compromisso. Votamos porque somos obrigados. Desta forma, votamos no primeiro que aparecer e, como os menos piores são mais raros, predominam os picaretas nas eleições.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *