Política

“Enquanto animais têm carga horária, o policial não tem”, diz vereador Soldado Noélio

Vereador falou no tempo da oposição. Foto: Genilson Lima/CMF

Utilizando o tempo da liderança, o vereador Soldado Noélio (PR) criticou, nesta quarta-feira, 15, a política de segurança do governador Camilo Santana (PT) quanto à proposta de reajuste salarial da corporação. Segundo ele, enquanto “o cavalo e cachorro da PM têm carga horária para trabalhar”, “o policial não tem”.

Aliado do deputado estadual Capitão Wagner (PR), o parlamentar afirmou em plenário que o Governo do Estado tem investido recursos públicos para propagar “mentiras e enganações” para a população do Ceará. Ele leu o documento que apontava que mais de 11 mil militares foram promovidos na gestão de Camilo Santana, mas destacou que o aumento salarial nas promoções foi R$ 82.

“Depois de 7 anos houve um aumento de 82 reais. É disso que o governador quer se vangloriar? Mas não para por aí. Um soldado passa 7 anos para se tornar cabo e ganha 82 reais. Espera mais 5 anos para ser Terceiro Sargento e ganha um aumento de R$ 4,67. Muito obrigado pelas promoções, mas promoção não enche barriga, é preciso valorizar verdadeiramente os profissionais de segurança”, questionou.

Desde que assumiu o governo, Camilo Santana aprovou na AL a lei das promoções dos policiais e bombeiros do Estado, além de encaminhar na mensagem de dezembro do ano passado à Casa a proposta que equipara o salário da categoria à media da Região Nordeste.

No ano passado, cerca de 500 novos policiais civis foram nomeados pelo governador. Os movimentos foram no intuito de evitar mais desgastes com o Executivo e possíveis novas greves.

A categoria quer a implementação em lei da carga horária dos policiais, adicional noturno e a reposição salarial com a média que existe no Nordeste.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *