Respirando Música

A Suspicious Mind – A História de Elvis contada em três partes

Elvis Aaron Presley, mais conhecido como Elvis Presley é um dos mais proeminentes músicos do século XX com músicas consagradas como ‘Suspicious Minds’, ‘Jailhouse Rock’ e ‘Love me tender’. Sua versátil voz o permitiu passar por diversos gêneros com maestria. Elvis passou pelo Gospel, pelo Country e pelo Blues, mas ele só conseguiu chegar ao topo através do Rock e da sua ousadia e dos que estavam ao seu lado. Meu nome é Carlos e esse é o especial de três partes sobre a história do Rei do Rock ‘n’ Roll para homenagear aquele que se foi a 35 anos.

Ele nasceu no dia 8 de Janeiro de 1935 em Tupelo, Missisipi. Aos 13 anos, Elvis e sua família vão para a cidade de Memphis em Tennessee. Sua carreira começou quando o dono da Sun Records, um homem para quem trabalhava chamado Sam Phillips. Sam gostaria de trazer a música afro-americana para o grande público. E funcionou! Junto com Bill Black e Scotty Moore, Elvis foi o principal difusor do Rockabilly e o ‘Rythim and Blues’.

Sam era um grande fã da música afro-americana, ele sempre dizia: “Se eu pudesse achar um homem branco que tivesse que tivesse o talento artístico de um negro e o sentimento de um negro, eu me tornaria bilionário”.

(Da esquerda para a direita) Elvis Presley, Bill Black, Scotty Moore e Sam Phillips

(Da esquerda para a direita) Elvis Presley, Bill Black, Scotty Moore e Sam Phillips

Em Junho, Sam comprou um vinil chamado ‘Without You’ e pediu para Elvis canta as músicas daquele disco. Sam gostou do ouviu e chamou dois músicos locais para trabalhar com Presley, chamados Bill Black e Scotty Moore. Depois de um mês de trabalho com seus companheiros, especificamente no dia 5 de Julho, em uma noite considerada perdida, todos se preparavam para ir embora, nada parecia ter agradado no estúdio. Então Elvis pegou seu violão e começou a tocar ‘Thats all right’ de Arthur Crudup em seguida pôs se a cantar, dançar, pular e agir de uma maneira diferente de se interpretar. Bill pegou seu baixo e pôs se a tocar também agindo da mesma maneira engraçada que Elvis estava agindo. Sam Phillips entrou no estúdio e perguntou em um tom surpreso, porém gentil: “O que vocês estão fazendo?” e a resposta veio de uma maneira inocente por parte de Elvis e Bill: “Não sabemos, estamos procurando um ponto de partida e vamos continuar tentando”. Sam aplaudiu e percebeu. Esse era o som que ele procurava.

We can’t go on together with suspicious mind…

Carlos

@starkcharles

 

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *